TINA (There is no Alternative) – resistência e colaboracionismo

Apesar de tudo, apesar de todos os erros e desvios, deve reconhecer-se, por imperativo de justiça e verdade, uma diferença fundamental entre o actual Governo do Partido Socialista e o anterior, do PSD/CDS.

O Governo do PS, em certa medida, resiste. O anterior colaborava. Há uma diferença muito significativa entre Resistência e Colaboracionismo.

Comments

  1. anonimo says:

    Caro Bruno Santos,

    Como classifica o facto de Mário Centeno ter aceite o cargo de Presidente do Eurogrupo: Resistência ou Colaboracionismo?

  2. Paulo Marques says:

    Pois. E se o PS tivesse cumprido o programa eleitoral e privatizado a segurança social, era o quê?
    Não se pode resistir àquilo em que se acredita, e grande parte do PS acredita nos mesmos disparates económicos – NAIRU, défice estrutural e derivados.

  3. Paulo Marques says:

    Não estava o Costa todo sorridente no outro dia por ser o primeiro a aceitar esta coisa?
    https://braveneweurope.com/anne-karrass-troika-for-everyone-eu-commission-again-proposes-financial-rewards-for-cutting-social-welfare

    Grande resistência, o Petáin estaria orgulhoso.

Deixar uma resposta