A homeostase do Capitalismo

 

Ancião. Fotografia: Bruno Santos | 2018

 

O sistema mecânico do Capitalismo tem uma dinâmica perpétua. A razão de a ter não está no Sistema em si, mas na sua religiosidade, melhor dizendo, na sua escatologia.

O Sistema Capitalista tem como principal desígnio o mesmo que anima qualquer ser vivo. Esse desígnio é exactamente o da sua perpetuação, o da sobrevivência da sua espécie. O Capitalismo tem, por isso, uma vez atingido o ponto sem retorno nem evolução da sua dinâmica, o seu zénite, de encetar o processo destrutivo e aniquilador de si próprio – e do mundo que domina – para que, uma vez tudo desfeito, se possa reinventar e reinventar esse mundo.
Isto aconteceu várias vezes ao longo da História e está a acontecer de novo. O que chega a ser espantosa – ou, talvez, nem tanto – é a alegria catatónica com que tantos, e tão inteligentes, olham o abismo, a “noite escura da Alma”, como lhe chamou São João da Cruz. Sem perceberem, aparentemente, que, na verdade, é já o abismo que está a olhar para eles.
Pergunta-se: haveria soluções políticas, compatíveis com as relações e dependências externas portuguesas, que evitassem ou, pelo menos, mitigassem os efeitos da destruição criativa em curso? Sim, havia. Mas não era a mesma coisa. Quem pode, manda. E quem manda precisa mesmo de destruir tudo.

Comments

  1. Rui Naldinho says:

    Moral da História:

    Somos todos uns cobardes!


  2. …” O Capitalismo tem, por isso, uma vez atingido o ponto sem retorno nem evolução da sua dinâmica, o seu zénite, de encetar o processo destrutivo e aniquilador de si próprio – e do mundo que domina – para que, uma vez tudo desfeito, se possa reinventar e reinventar esse mundo.”

    Perturbador mas ao mesmo tempo contendo a esperança da mudança e renovação, só que…..para melhor ?

    Por mais esta reflexão político filosófica que julgo sábia, que já a escutei de quem considero a cultura e o saber, obrigada, Bruno Santos.

  3. Antonio Medeiros says:

    Agradecemo-vos, Bruno, por esta reflexão!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.