Gaia: Medalha entregue por Eduardo Vítor Rodrigues a Marco António Costa chega a Tribunal

Eduardo Vítor Rodrigues homenageando Marco António Costa. Junho de 2016.

A Medalha de Mérito Municipal (Grau Ouro), com que o presidente socialista da Câmara de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, homenageou o Dr. Marco António Costa em Junho de 2016, chegou a tribunal por via de uma queixa-crime – mais uma – que o próprio autarca gaiense apresentou e na qual me acusa, pela enésima vez, de “difamação”. A “difamação” em causa consiste, segundo a queixa deste infeliz litigante, em ter aqui descrito, no Aventar, aquilo que se vê na fotografia que ilustra este pequeno apontamento: o próprio Vítor Rodrigues, eleito  presidente da câmara de Gaia pelo Partido Socialista, a homenagear o Dr. Marco António Costa, entregando-lhe em cerimónia solene comemorativa do Dia do Município, a Medalha de Mérito Municipal da Câmara de Gaia, Grau Ouro. Exactamente o mesmo Dr. Marco António Costa que algum tempo antes era acusado de co-responsabilidade na alegada miséria financeira gaiense. O mesmo Marco António Costa que Vítor Rodrigues também processou judicialmente, isto apesar da antiga e profunda cumplicidade que une os dois políticos.

Marco António Costa e Eduardo Vítor Rodrigues, uma cumplicidade que vem de longe.

Este indivíduo – Vítor Rodrigues – que, convém lembrar, está ele próprio a ser julgado pelo crime de difamação, sendo ainda arguido em vários outros processos judiciais, alguns deles por crimes bem mais complexos, arrisca-se a ficar na história do municipalismo português e do Guiness World of Records, mas pelos piores motivos. Ainda assim, e apesar de considerar este tipo de litigância uma forma de desrespeito pelo tribunais e pelo sistema de Justiça, não me restará alternativa senão ir mesmo a julgamento, altura em que o autarca de Gaia vai ter oportunidade de explicar a relação que mantém com o Dr. Marco António Costa e o verdadeiro motivo pelo qual decidiu medalhá-lo.

Comments

  1. José Peralta says:

    Mas não era a “isto” , à “amizade e ternura” na foto da entrega da medalha, a que o Rodri8gues chamava “lambecús”…ou estou enganado ?

  2. Antonio Medeiros says:

    Denuncie mesmo,Bruno, é necessário mostrar estas coisas!

  3. Ana A. says:

    A alternância entre o PSD e o PS ocorre(u) sempre que o eleitorado já não quer admitir mais os “erros” do que está no Poder, em cada momento!

    Ora, uma medalhinha de ouro de agradecimento pela passagem de testemunho é o adequado. A roda gira…

  4. Bento Caeiro says:

    Caro Bruno, foste bafejado pelos deuses e estes – como se vê – puseram-te à prova.
    Agora, tal como a Jó, estás a ser sujeito a todos os males; finalmente, irás compreender que o Deus, que tinhas por bonzinho, e o Diabo, que tinhas por mau, são a mesma entidade. Também, por isso mesmo, sentirás que toda a boa acção tem o seu castigo.

  5. Mario Reis says:

    Tudo em familia

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.