Chefe, temos um problema

Uma análise superficial do assunto pode levar a pensar que esta questão que traz o Sporting ocupado há uns meses é um problema do Futebol, que se circunscreve à respectiva tribo e resulta da natural estridência que o “desporto rei” sempre suscita.

Quem assim pensar, está enganado.

A “questão Sporting” é uma questão de Estado – do Estado de letra e do Estado de facto.

Acontece que uma das partes em confronto – precisamente aquela que menos influência tem no Estado de facto – acaba de introduzir uma novidade no pleito: um Filósofo. Que sabe mais disto do que os peões do Estado de facto todos juntos. O jogo está, agora, mais equilibrado. Há um carregador de piano a varrer o meio-campo. E já alguém, certamente, avisou o Chefe:

⁃ Chefe, temos um problema.

Comments

  1. A culpa é do Costa e do Centeno says:

    A culpa é do Costa e do Centeno

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.