O Hospital de Gaia

O caos e a degradação dos serviços de saúde em Vila Nova de Gaia não se limitam, infelizmente, ao Centro Hospitalar Gaia/Espinho, onde se demitiram ontem 52 directores e chefes de serviço, em protesto contra o que classificaram como condições degradantes e indignas daquele equipamento hospitalar. Num comum centro de saúde da cidade de Gaia, uma consulta com o médico de família – para quem o tem – está a demorar mais de dois meses e meio. É uma situação totalmente deplorável, que a alguns fará lembrar, eventualmente, certos discursos comoventes proferidos nas exéquias fúnebres de António Arnaut.

Comments

  1. Antonio Medeiros says:

    Bruno: Custa-me a acreditar que isto acontece na Gaia parece mais que está a acontecer nas ´proximidades do Rio de Janeiro, onde os protegidos recebem valores altos e deixam queimar tudo o mais

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.