A Turismo Porto e Norte e a Maçonaria

O grão mestre da Grande Loja Legal de Portugal é candidato, segundo as notícias, à presidência da Turismo Porto e Norte de Portugal, essa escola de virtudes.

Não devia.

Os maçons devem, nesta altura, afastar-se dos cargos de poder público, ou, então, afastar-se da Maçonaria.

Uma nota ao Grão Mestre do Grande Oriente Lusitano, que veio dar prova de vida aos jornais: quem fala não sabe. Quem sabe não fala. Se quer falar, ao menos chegue à Pedra.

Comments


  1. Bruno Santos, ” à propos ” de maçonaria, enviado a título pessoal e sobre outras mas semelhantes questões de nossa necessária intervenção cívica :

    “….. denuncia, obviamente, um regionalismo parolo e uma
    grande falta de cultura cívica e política
    Mas, não se admire, pois em Penacova o nome de António José de Almeida,
    que foi amigo de José Falcão, um dos fundadores da República e um dos
    seus mais prestigiados Presidentes, foi “saneado” da designação da
    Escola EB2,3+S, o que não sucedeu em nenhum outro caso que eu conheça.
    Protestei contra isso junto da directora do Agrupamento, mas fui eu
    apenas, nunca encontrando da parte de ninguém quem me acompanhasse.
    Nem mesmo dos “maçons” dali (recordo que AJAlmeida foi nomeado grão mestre
    do Grande Oriente), o que eu não sou nem nunca serei.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.