A nova roda dos expostos

Acta Pública de Reunião Pública da Câmara Municipal de Gaia

 

Uns vão administrar a Galp, outros levam a família para o Governo. Outros ainda vão à Câmara  Municipal pedir esmola. Por que raio hão-de chapar na praça pública o nome completo destes últimos, como se não fosse já suficiente humilhação ter que pedir? Onde está a Comissão de Protecção de Dados? Onde está o respeito pelo mínimo de dignidade a que tem direito quem está aflito?

Comments

  1. Maria says:

    Os últimos são do Povo. Os que refere antes sao das castas superiores.

  2. Ana A. says:

    Eu preferia que o meu nome surgisse como necessitada ou indigente, do que como trapaceira e vigarista.

    A dignidade da pessoa não está directamente relacionada com os seus “teres e haveres”, mas com o “processo adoptado” para se ter ou não ter!

    Para mim, essa é que é a questão!

  3. Julio Rolo Santos says:

    Conhecem algum ladrão que se diga desonesto? E, no entanto, eles andam por aí e são bem conhecidos. Eles estão mesmo preocupados com o “processo adotado para se ter ou não ter” ?Num pais de corruptos vale a pena essa preocupação se ainda somos nós a sermos chamados a repor o que eles roubam?

  4. JgMenos says:

    O dinheiro é público? A dádiva é pública.

    A dignidade serve para tudo e um par de botas!

    • Paulo Marques says:

      Olha que os calotes dos teus clientes se calhar discordam.

    • ZE LOPES says:

      Nem sei porque não transformam isto num concurso televisivo a sério, com apresentação do fernando mendes e tudo. Ou num “reality show” onde a populaça votasse no “pobrezinho da semana”. Pelo menos rentabilizava-se a coisa.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.