“Um dia pode acontecer uma chatice e não será bom para ninguém”

Clique para ler.

O documento aqui reproduzido – uma página de um jornal local de Vila Nova de Gaia – é confrangedor, mas ele retrata o estado a que chegaram algumas instituições e o tipo de político que as lidera. O autarca em causa é também presidente do Conselho Metropolitano do Porto e queixou-se recentemente de ter sido admoestado pela Comissão Nacional de Eleições por andar a distribuir panfletos contra a violência no desporto.

Estas são algumas das frases dirigidas a um vereador da oposição pelo presidente da Câmara de Gaia durante uma reunião pública, segundo relata o jornal local:

“- Não vou continuar a ouvir isto e como não me posso mandar calar, ausento-me. A degradação da vida política em Gaia atingiu um limite insuportável; eu não consigo suportar consecutivas queixas nem o consigo suportar”.

“- Você está a fazer e a fazer com que os seus façam uma perseguição familiar a mim próprio, instalando um clima de ódio em Gaia, não sei porque faz parte do seu sangue ou porque faz parte da sua ruralidade ou se é apenas tão-só para se mostrar na sua saga persecutória contra mim”.

“Como sou filho de boa gente, pode parecer que estou a reagir de forma intempestiva”.

“Parem com isso pois já é insuportável olhar para vós, o senhor faz esse papel de sonso e o senhor está embrulhado numa tentativa de decapitação pública do presidente da Câmara.”

“Um dia pode acontecer uma chatice e não será bom para ninguém. Pare, por isso, de perseguir a minha família…”

“Saio [da sala] não por ter medo de si mas por ter medo de mim”.

Comments

  1. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    Uma frase que meus pais – para quem o conceito de ruralidade e o tipo de sangue das pessoas nunca pesou na educação que se lhes deve – me ensinaram foi :
    “Nunca poderemos, por mais esforços que se faça, obter sumo de laranja a partir de um limão…”

  2. Paulo Marques says:

    Agarrem-me senão eu mato-o! Andem lá, agarrem-me, porra.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.