A crise

Houve unanimidade entre os “comentadores” de direita, incluindo aqueles que falam pelo Presidente da República, em “dar a vitória” a António Costa e em tecer ao líder do PS os mais rasgados elogios nesta triste pantomina de fim de semana.

É curioso.

Comments


  1. Declaração de intenções: não votei em nenhum partido com assento parlamentar.

    Na 6a feira passada de manhã, comentou-se no trabalho sobre a reviravolta dos partidos da coligação de Direita em relação aos professores. Comentário meu (que não me tenho por pessoa de direita):

    “Costa só tem uma coisa inteligente a fazer: demitir-se caso a lei seja aprovada.”

    Não há nada de curioso nessa unanimidade. Nem há nada de tremendamente inteligente na atuação de António Costa. Ele só fez a única coisa que qualquer político minimamente inteligente faria.

    “Entre a espada e a parede eu prefiro a espada”.
    (António Guterres)

  2. JgMenos says:

    O abrilesco no seu melhor!
    Uma direita em deslumbramento pelo verdadeiro artista de abril.

    • ZE LOPES says:

      Não há nada como uma porradesca nos professorescos para unir laranjescos e centrescos aos social-costescos! A direitesca está deslumbradesca. É muita areiesca para as camionetescas salazarescas!

  3. Rui Naldinho says:

    Houve sim, um enorme esforço da nossa comunicação social, em reconhecer a Antonio Costa, o mérito de ter jogado uma cartada politica, eleitoral, chamem-lhe o que quiserem, que deixou a direita sem argumentos. Pior, refém das suas próprias contradições.
    Vamos por partes:
    No último debate quinzenal, numa troca de piropos, Costa a certa altura vira-se para Fernando Negrão e diz-lhe mais ou menos isto:
    “O desespero da direita mede-se pelas vezes que recorre na sua argumentação, a Sócrates e à bancarrota”.
    O mote estava lançado, e previa-se que Costa fosse a jogo.

    Bom, eu a isto chamaria:
    “Matar a cobra com o seu próprio veneno”

    Esta frase deve ter deixado a trupe que dia após dia fabrica o discursso e a narrativa da direita na comunicação social, à beira de um.ataque de nervos.
    – O homem desta vez vai à guerra!

    Imaginar o João Vieira Pereira, o David Diniz, o José Gomes Ferreira, o João Miguel Tavares, o Manuel Carvalho, enfim, os Camilos Lourenços desta vida, engasgados, embasbacados, tentando vislumbrar uma saída airosa, para o seu comentário semanal, que não beliscasse quem lhe paga o ordenado, a começar logo pelo Expresso, mas que fosse coerente com tudo aquilo que têm dito e escrito, era como engolir um sapo.
    Só por esse facto, já valeu a pena ver este momento de contorcionismo da direita.
    Quanto ao resto, tudo como dantes. Os professores e as carreiras especiais da função pública ficarão a aguardar melhores dias. O PS vai eleger o mesmo número de deputados ao PE, que já tem. O PSD elegerá porventura mais um, à custa do CDS. Em Outubro não vai haver maioria absoluta. E até lá, a direita vai esperar por uma catástrofe ou um escândalo, há falta de argumentos plausíveis.

    • JgMenos says:

      O jogo não acabou.
      O artista abrilesco jogou tudo na primeira cartada: ou dava para armar em ‘bom de contas’ ou para gritar pelos direitos dos trabalhadores se a direita propusesse reforma das carreiras. Quando o abrilesco se constrói por enganos, vai de os assegurar votando contra condicionalismos propostos pelo PSD; requer-se mão livre para jogar aos enganos.

      Os comentadores, ditos de direita, da política abrilesca seguem-lhe as regras, os cretinos!

      • ZE LOPES says:

        Pois! Tinha-me esquecido dos comentarescos cretinescos, ditos direitescos mas, na verdade, profundamente “central-esquerdescos” quando se trate de dar porradesca nos trabalhadorescos.

      • abaixoapadralhada says:

        Oh menos

        Estas a ficar pior que a Lu Lu.
        Diz alguma coisa à gente, que mereça 3 segundos de atenção.
        Xiça que é demais !

      • Paulo Marques says:

        Boas contas era o Coelho, acertava todas ao lado.

        • JgMenos says:

          Emendava os orçamentos, coisa que os geringonças não fazem, acabam tão só por não os cumprir. E gabam-se, os vigaristas.

          • Paulo Marques says:

            Continuavam a falhá-los por muito mais, sempre há nos abrilescos quem imponha alguma racionalize às contas, coisa que o Gasparzinho nunca teve.

          • José Peralta says:

            Ó “menos” !

            Até aqui, já três comentários ?

            Mas que prolixidade !!!!

            A tua “confiança” na direitalha, vacila ?

            Estás “à rasca” ? Habitua-te…

          • ZE LOPES says:

            Pois, o Regime Coelhesco era mais amigo dos orçamentos retificadescos. Nos conselhos de ministrescos era mais ou menos assim que o assunto era tratado:

            Ó Portas este orçamentesco está acabadesco. O que fazemos?

            Em coro:

            Ó Coelho, irrevogavelmente um retificativesco!

            E depois riam-se muito, de modo “Muttleyesco”.

            Eram muito amiguescos!

    • Paulo Marques says:

      Os comentadores unirem-se contra os funcionários públicos, ainda para mais os professores, não tem nada de extraordinário.

  4. Nuno M. P. Abreu says:

    Em Novembro de 2015

    António Costa -“Portugal merece diferente e merece melhor”. “É preciso fazer diferente e fazer melhor: virar a página da austeridade”

    Em Abril de 2019
    Mário Centeno : ”não houve uma “dramática” viragem da austeridade. O governo fez mudanças, mas não foram grandes mudanças”.

    Em 2013
    PS exige um deficit, para 2014 de, PELO MENOS, 5% para abrandar a austeridade

    Em Maio de 2019
    PS recusa repor os vencimentos dos professores por terem um reflexo no deficit de 0,4%

    • Paulo Marques says:

      Socialista na oposição, acérrimo defensor da TINA do governo. É normal, os comentadores passaram pelo mesmo, o que há 4 anos era uma política desastrosa de destruição do país, agora é bom senso. E a única coisa que mudou foi um temporário aumento do turismo.


    • : ) A discussão em torno da contagem do tempo de serviço dos professores em directo da sede do PSD.

  5. Julio Rolo Santos says:

    Parabéns Isabela, o vídeo está espetacular. Mais palavras para quê?