A outra crise

Há crises e crises.

Fila da sopa.
Porto, Praça do Município.
5 de Maio de 2019. 20h33.

Comments

  1. ZE LOPES says:

    Estive, mas estive, sinceramente, à espera de um comentário de JgMenos.

    Não apareceu nenhum! Parece que ficou um pouco perplexo!

    Interroga-se: será mesmo caldo verde? Porquê? Quem pagou as ervas? Porque não uns espinafres? Que esquerdalho terá determinado tal “sopa”? No tempo de Salazar havia liberdade: o próprio concedia licenças para se comer erva em qualquer jardim do País (sim, porque nessa altura, País era com letra maiúscula, assim como outras coisas solenes como, por exemplo, Retrete (neste caso porque, as que existiam, exigiam que o utlizador estivesse de pé).

    JgMenos, no entanto está muito ocupado a dar na cabeça aos funcionários públicos. É pena!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.