O suplício de Assange

JULIAN ASSANGE

O Relator especial das Nações Unidas para a Tortura, Nils Melzer, afirmou que Julian Assange tem sido “deliberadamente exposto, por um período de vários anos, a formas de tratamento e punição progressivamente cruéis, desumanas e degradantes, cujos efeitos acumulados apenas podem ser descritos como “Tortura psicológica”.

A punição que Julian Assange tem sofrido ao longo de anos é uma forma grotesca de suplício e martírio. Esse suplício é o castigo, aplicado à margem de qualquer princípio do Estado de Direito, por ter ousado revelar a verdade. As Nações Unidas já deveriam ter intervindo a um outro nível da sua hierarquia.

É possível escrever a Julian Assange, que se encontra detido em Londres, enfrentando dificuldades e um sofrimento que poucos poderão sequer imaginar. É um Homem, de qualquer modo, com uma força e uma coragem verdadeiramente invulgares. O endereço é o seguinte:

Mr. Julian Assange
DOB 3/7/1971
HMP Belmarsh
Western Way
London SE28 OEB
UK

Comments

  1. Fernando says:

    Julian Assange, outra vítima de Putin….


  2. Julian Assange e a injustiça e tudo o que esta estória já longa representa de perversamente indigno, cínico e cruel dos umanos, no pior da supremacia dos poderosos !

    “…Esse suplício é o castigo, aplicado à margem de qualquer princípio do Estado de Direito, por ter ousado revelar a verdade ! “…


  3. Fosse o Assange um russo ou um cubano já estaria na pole position para um prémio Sakharov. Azar dele ser um australiano com problemas no mundo ocidental.

  4. António Vaz says:

    É interessante confirmar que para o Bruno Santos, «O suplício de Assange», nem mencione a sua origem: a acusação de que o seu “cristo” até tinha um problema real com a Justiça sueca! Sim, esse problema em que os seus fãs (em que se encontrta o BS!) como que resolveram imaginá-lo como uma conspiração “yankee”, para assim o resolver definitivamente… é que Assange, para eles, nunca seria o gajo capaz de fazer essa tamanha imoraçidade de que ele foi acusado por umas gajas (não antes mas depois do caso levantado) compradas pela CIA ou sei lá mais quem! Assange, para eles e desde então, passou a ser um anjo, assexuado como qualquer anjo e, por isso, incapaz de se aproveitar de quem quer que seja, quanto mais das suas fãs… um perfeito e único exemplo de que o seu estatuto de estrela pop não o levaria a se aproveitar dele!
    A partir daí, a sua estorieta, é uma série equívocos, para quem insiste em o pintar como um justiçeiro da Esquerda: apoiou activamente o Trump, sem ter deixado de dar a sua ajudinha ao Brexit e, muitos meses depois, a outros equívocos … mas quando se sentiu ameaçado, pelo governo de Lenín Moreno, inocentemente como sempre se apresentou, resolveu denunciá-lo por um suposto caso de corrupção… o idiota, pensava que Lenín era a “warmonger” Clinton! Coitado!
    É evidente que todas estas atitudes podem ser “justificadas”, pelos seus fãs, com a habitual lenglenga das pressões a que ele foi/era sujeito: aparentemente, os seus fãs consideram-no como uma espécie de herói frágil a quem até era admissivel o que a outros seria um crime inqualificável, o de traição…

    • Paulo Marques says:

      Não é bom haver lavagem nem para um lado, nem para o outro. Assange não pode ter cometido traição porque é Australiano e todo o processo sueco sempre cheirou a uma estória mal contada para uma deportação ilegal, por muito que os fãs não se apercebessem da misoginia que apoiavam (incluindo parcialmente aqui o idiota).
      Mas quanto ao Brexit, continuo à espera de uma justificação para que seja uma catástrofe. O The Guardian bem agradecia, mas até o Banco de Inglaterra desmentiu o cenário.

    • Nascimento says:

      …”o idiota, pensava que Lenín era a “warmonger” Clinton! Coitado!” pois foi.!!! Há sempre gajos como tu QUE JUSTIFICAM O INJUSTIFICAVEL.
      ó meu atrasado facho de merda: “A revogação acontece 5 dias antes de uma visita de Moreno a Washington por seis dias e 15 dias antes de uma visita oficial que estava agendada do Relator da ONU sobre Tortura à embaixada para verificar o estado de saúde de Assange, que era mantido em isolamento pelo governo equatoriano dentro da embaixada há um ano, sem internet, comunicação e com visitas REDUZIDAS.”
      És um nojo.Porque não ladras e rabiscas aqui pelo teu Heroi Lénin Moreno?Traição? Todos mamam e mamaram á pala de ASSANGE ( imprensa). Essa é que é verdade. E está-se a assistir de camarote ao seu aniquilamento e os filhos da puta de Cá e de Lá batem palmas. Porco.