O futebol é um lugar corrupto

mp.jpg

O mundo do futebol, só não vê quem não quer, é um lugar corrupto. É corrupto em Portugal, é corrupto em Espanha, é corrupto no mundo obscuro dos agentes e dos fundos de investimento, é corrupto na UEFA, na FIFA e na CONCACAF.

A corrupção no futebol é, portanto, planetária. Manifesta-se na viciação de resultados, nos subornos a árbitros, dirigentes e jogadores, nas votações que atribuem lugares ou a organização de grandes eventos futebolísticos. Há luvas para todos os gostos, lavagem de dinheiro e comissões estratosféricas que ninguém consegue perceber. Há fruta para dormir, padres para rezar missas e malas cheias de dinheiro sujo – ou já lavado – com as quais se compra um pouco de tudo que se relacione com a bola. O futebol é hoje um esgoto a céu aberto que ofusca o espectáculo dentro das quatro linhas.

Durante o dia de ontem, Michel Platini foi detido, prestou declarações à polícia francesa e acabou por ser libertado ao final do dia. Em causa a atribuição da organização do Mundial de 2022 ao Qatar. Alegadamente, terá sido subornado para votar na candidatura do emirado. O caso envolve ainda o ex-presidente Sarkozy, a Al-Jazeera e muitos milhões de euros de “contrapartidas”.

O caso que ontem fez manchete é apenas mais um de uma longa lista que inclui fraudes financeiras, esquemas viciados de apostas ou dinheiro manchado de sangue, proveniente das contas bancárias de alguns dos mais execráveis tiranos que violam direitos humanos e eliminam, com brutalidade, todos aqueles que ousam contestar o seu poder absoluto. Mas nada disso importa. O que importa é que o dinheiro circule e continue a alimentar a grande máquina.

O futebol é um desporto admirável, um espectáculo arrebatador e emotivo que atrai e mobiliza milhões. O problema não é o futebol. O problema são os gangsters que se apoderaram dele e o fanatismo, quase religioso, que mantém milhões de adeptos reféns de confrontações clubísticas estéreis, que protegem e remetem as movimentações da máfia do futebol para segundo plano, permitindo que os criminosos continuem a conspurcar o desporto-rei. Podia ser apenas uma grande festa, mas não passa hoje de um esgoto a céu aberto.  Podre, nojento e corrupto.

Comments


  1. Toda a ativida humana é corrupta. De onde se possa obter algum lucro ou vantagem há corrupção. Seja para passar à frente na saída para a auto-estrada, para conseguir uma consulta no hospital público mais depressa, ou receber luvas para adjudicar um negócio.

    Mas já que se está a falar de desporto, ontem no treino:
    “O meu pai (árbitro) esteve a conversar com outros árbitros, e parece que o serviço do Marcos Freitas é Ilegal. E não é só ele, muitos jogadores de topo servem ilegalmente (atiram a bola para trás, quando as regras obrigam a servir na vertical). Só que uma coisa é um árbitro invalidar um serviço de um jogador desconhecido, outra bem diferente é invalidar o serviço de um jogador do Top Ten Mundial.”

    Sobre Platini:

    “Como presidente da UEFA não estou nada contente com a sua (FC Porto) inclusão na Liga dos Campeões. Digo-o claramente. Durante o meu mandato, a UEFA vai lutar até à morte contra a corrupção”.

    Morreu esta semana portanto.

  2. Dragartomaspouco says:

    Têm todos uma memoria muito curta.

    Lembram-se do conhecido gangster do futebol que teve que fugir para Espanha, para não ser preso.?
    É claro que quem o avisou foi um sujeito que usava a bata preta e muito amigo do gangster.
    Tudo gente boa e honesta.

  3. Julio Rolo Santos says:

    Sim, o futebol é corrupto em todo o lado, excepto em Portugal(?), tanto assim é, que não há ninguém preso ligado ao futebol. Aqui, quem dita as leis, são certos clubes que chegam a trazer os poderes político e judicial presos pela trela. Futebol, política e fado, é do que o povo precisa. Porquê contrariar isto?

Responder a Dragartomaspouco Cancelar resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.