A corrupção de Moro

sm2.jpg

O cerco aperta-se em torno de Sérgio Moro. O juiz brasileiro, em tempos tido como uma espécie de herói nacional, é, afinal, um player politico de longa data, que usou o seu poder e influência de magistrado para manipular e condicionar o julgamento de Lula da Silva, favorecendo, de forma objectiva e intencional, a ascensão de Bolsonaro, que premiou Moro com um ministério, por serviços prestados à extrema-direita brasileira. E não, não se trata de defender Lula da Silva. Trata-se de constatar dois factos: que o julgamento do antigo presidente foi uma farsa, encenada pelo Ministério Público brasileiro, e que esse Ministério Público, comandado à distância por um juiz que se está nas tintas para a separação de poderes, se deixou corromper e mentiu os brasileiros. Não admira que Bolsonaro o tenha escolhido.

Comments

  1. JgMenos says:

    A esquerdalhada só pensa em safar o Lula e toda a canalha corrupta da esquerda.

    Se roubou, coitadinho, também distrubuiu muito do que era dos outros…


    • Já a direitalha comandada por esse biltre moro são impolutas, quais pombinhas brancas e castas.

    • Paulo Marques says:

      Se é assim tão óbvia a corrupção, porque é que não há um julgamento com essas provas?

    • Manuel da Silva says:

      É…é verdade, mas estão a fazê-lo utilizando os trâmites legais. As razões legítimas “de uma parte” do povo brasileiro de combater a corrupção e a violência no país, não legitimam ninguém a sobrepor-se à Lei.

      • Fernando Manuel Rodrigues says:

        Está a falar de quem? Se é dos que atacam o Moro, artigos de jornal e declarações de advogados não se enquadram nos “trâmites legais”. São antes uma tentativa de “ganhar na secretaria” o que perderam em campo, manipulando a opinião pública

        Se for provado que Moro ultrapassou os seus limites legais enquanto juiz de instrução, pois que seja julgado o caso. Isso até pode contribuir para ilibar o Lula, mas por questões meramente processuais. O cerne da questão (a corrupção de Lula) parece-me estar para além de qualquer dúvida, e só os fanáticos se recusam a vê-la.

        Tal e qual como acontece por cá com Sócrates.

  2. JgMenos says:

    Os sempre inflamados justiceiros, que na comunicação social proclamam a justiça popular para os corruptos não esquerdalhos querem juízes burocratas, alheios à Justiça, a preencher totolotos de provado/não provado, sem uma iniciativa, sem um juízo sobre a incompetência de defesa/acusação.

    A testemunha mente? Nada de mandar investigar.
    O MP é estúpido? É o que temos.
    A defesa está distraída? Problema do réu.

    • abaixoapadralhada says:

      Está cada vez mais parecido com o Cruz, oh repugnante !

      • Nuno M. P. Abreu says:

        O padre, acolitado a um credo reza sempre a mesma avé-maria. Até que ponto a acefalia ideológica corrói o cerébro!

        • abaixoapadralhada says:

          Oh dá cá o meu.
          Assim já gosto mais. Apenas 2 linhas para não chateares a malta. Deves andar a aprender com o colega Cruz, alias “menos”.

          Quanto a “reza sempre a mesma avé-maria”

          É preciso ter lata por parte de um gajo que anda há meses a vomitar as mesmas lérias retrogradas.

          • Nuno M. P. Abreu says:

            o Sr Padre passou da avé-maria para a ladainha. A progredir assim ainda chega a secretário mor. Bem haja pela contribuição que dá para o desopilar do fígado! Quando duvido da minha razão dou umas dicas aqui no aventar e logo, logo surgem as moxinifadas dos peões de brega da acefalia extremista!

    • Manuel da Silva says:

      Se a justiça é burocrática, temos que ” forçar’ a desburocratização. Enquanto houver leis, elas têm que ser aplicadas com humanidade, mas não com a leviandade dos interesses políticos de um grupo ou grupos da população, sejam de esquerda, sejam de direita. Quem tem que pagar que pague, mas pela justiça. É uma forma de salvaguardar a proteção de todos os cidadãos de forma igual… justamente.

  3. Manuel Félix da Costa says:

    Cheirava me…..

  4. Lu Pisarro says:

    O nosso Herói Moro nunca foi tão querido e amado pelo povo brasileiro como agora 👏🔰
    Seu conceito apenas subiu 😅

    ESTE JOÃO MENDES É UM BABACA 😁
    “Sabe de nada inocente…” rs 😄

    • Carlos Almeida says:

      Já voltaste badalhoca ?
      Quando te paga o capitão de jagunços para vires para aqui meter nojo ?

  5. Julio Rolo Santos says:

    Deixem-se de esquerda lhos e direita lhos e fixem-se apenas no essencial, a denúncia e o combate aos corruptos, independentemente do seu estatuto político e social.

    • Paulo Marques says:

      Falta aí a parte do estado de direito, ou devem ser o Moro e o Alexandre acusação, juiz e júri?

  6. Manuel da Silva says:

    A justiça tem que ser ajustada, diria, muito ajustada. Está feita para não funcionar e para deixar soltos os corruptos todos, financiadores e mandatários dessa mesma “justiça”. O povo tem tendência para olhar para estes “justiceiros” com olhos beneméritos, porque está farto de ver essa gente a safar-se e de pagar pelo que eles roubam. Se energúmenos e parasitas se escondem atrás de fundações para saírem incólumes dos seus crimes, então alterem-se as leis que permitem tais “leviandade”.
    Se não as quiserem alterar é porque são beneficiários e temos que os sacudir dos organismos decisórios. Sob penas de continuação dos crimes e de continuarmos a pagar os estragos…

  7. JgMenos says:

    A matilha toda se assanha pela defesa do coirão do Lula.
    A cambada ignora todo o lixo do PT e dessa corja de progressistas da mama.
    Subiram ao poder para encher os bolsos, levando a corrupção a patamares mais elevados.

    Mas como mantiveram a ladainha esquerdalha, os fiéis logo vêm a luz onde só há merda.


  8. João Mendes, autor deste artigo, venha ao Brasil debater com quem sabe das coisas…

    • abaixoapadralhada says:

      Olha outro, tipo LULU.
      Aqui só têm apoio de fachos assumidos

    • João Mendes says:

      Para levar um tiro da malta do clube de tiro do Carlos Bolsonaro? Ou de outro mercenário qualquer? Não, obrigado. Gostava muito de visitar o Brasil, mas aguardarei pela queda do actual regime fascista para o fazer.

  9. Policarpo says:

    Lugar de ladrão é na cadeia … no Brasil, valia para a turma ppp (pobre, preto e puta); para a turma PP (político e poderoso) nunca se aplicou. Isso, até a chegada do juiz Sérgio Moro, que encarcerou larápios de todos os tamanhos e correntes políticas. Certos analistas mequetrefes, aliados da bandidocracia, preocupam-se exclusivamente com o chefe da gangue, Lula da Silva, único inocente; incriminam o juiz como corrupto, na vã esperança de libertar o corrupto-mór. Agem como piriguetes de bandido.

Trackbacks

Responder a abaixoapadralhada Cancelar resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.