Mundinho

Maria de Fátima Bonifácio cita uma “empregada negra” do prédio dela, Helena Matos apoia-a e argumenta que aquilo que a outra escreveu é “o que se vê e ouve na estação de comboios da Damaia”. Aguardo um dossier temático sobre alterações climáticas com informação recolhida no quiosque dos gelados da Praia dos Ingleses.

Comments

  1. JgMenos says:

    Confirme -me por favor se é humor ou idiotia.

  2. Luís Lavoura says:

    Populismo é isto, é ter-se a mesma opinião que as pessoas que se ouve na estação de comboios da Damaia. Populismo é estar-se próximo do povo, ter-se a mesma opinião que o povo.

    • Fernando Antunes says:

      Quando se refere ao que se ouve na estação de comboios da Damaia, está a incluir o que dizem os negros e os ciganos que frequentam a Estação da Damaia? Porque eu sei que isto é um conceito muito difícil para uma pessoa de Direita, mas “Povo” é um termo que abrange as pessoas de todos os credos e raças que habitam uma determinada nação. Isto inclui, e eu sei que se calhar dói para si, negros e ciganos.

      Portanto, se quer ouvir o que o “povo” diz, não oiça só uma parte aleatória do povo. Não faça como a Helena Matos.

      A qual, por sinal, sendo escrivã do Observador e assídua voz de propaganda noutros órgãos de informação, eu pessoalmente duvido até — embora eu não saiba nada da sua vida pessoal — que precise de apanhar muitas vezes o comboio na Estação da Damaia para ir para o trabalho, como fazem milhares de moradores, portanto nem sei até que ponto ela sabe ao pormenor o que se diz por lá — mas até dou isso de barato, porque é irrelevante.

  3. JgMenos says:

    O que mais desespera a esquerdalhada é que o senso comum ou a voz popular ou o que quer que seja lhes perturbe a sua suposta ‘engenharia social’.
    Obviamente sempre invocam o povo como central na sua missão civilizadora, mas as evidências que o povo apreende no seu dia-a-dia, essas devem esquecê-las e porem-se a quatro a ouvir os gurus da treta, os guias iluminados do corretês em voga no momento.
    O corretês é o abrigo de imbecis e vendidos.

    • Fernando Antunes says:

      Mas existe maior ‘engenharia social’ do que acreditar que algumas raças e países são melhores que outros? Existe maior ‘engenharia social’ do agir e pensar a sociedade como se existisse uma hierarquia natural e hereditária? Que é no fundo o que a Bonifácia está a dizer..

      Existe maior engenharia social do que os muros e os campos de concentração que se andam agora a experimentar em outras paragens, e aos quais o Sr. JgMenos é com certeza favorável?

      É irónico que um troll, que nem assina com o seu nome porque não é mais que um troll triste e bolorento, um palhacito sem espinha dorsal nem qualquer capacidade de raciocínio, acuse outras pessoas, com ideias diferentes do seu ódio e da sua discriminação, de serem vendidas.

      É quase comovente como sempre se esforça por se superar na sua imagem de marca, que é o insulto e a baixeza de argumentos. Se você não é um troll pago, então é mesmo caso de hospício. Condolências à família.

      • JgMenos says:

        Ó Fernando Antunes!
        Não se prenda à questão do ‘vendido’, tem sempre a alternativa do ‘imbecil’.

    • abaixoapadralhada says:

      Oh Menos

      E tu está vendido a quem, ?

      Escusas de dizer que já todos percebemos

    • Paulo Marques says:

      O que mais desespera a “esquerdalhada” é que, séculos depois do iluminismo, ainda se dê valor ao senso comum como se a verdade se decidi-se por comité. Central, em muitos casos, ali para a zona de Bruxelas.

  4. Rita Fonseca says:

    Aqui a Romualdinha é que é vivida.
    Movimenta-se no ambiente intelectual Cosmopolita .
    Ela sabe muito bem que o “intelectual” é que sabe como o povo (*) DEVE pensar.
    Ela sabe que o povinho é estúpido , nunca entrou numa Universidade, nunca viajou , enfim habita o seu Mundinho.
    A Romualdinha pertence à casta SUPERIOR.
    Ela compreende todos os problemas mundiais, como até “As Alterações Climáticas”.
    Ela gostava era de saber o que o povinho pensa desse problema.
    Aí ela sorriria do grotesco que é o povinho ter algo a dizer sobre as Alterações Climáticas. Aí é que ela riria até lhe doer a barriga, porque ela já compreendeu como o Clima se comporta, de maneira que, até já sabe que o Aquecimento Global (deixa lá mudar o nome à coisa que isto da temperatura é uma grandeza mensurável e as previsões não há maneira de baterem certo com a realidade) as Alterações Climáticas tem origem antropogênico e basta banirmos o CO2 (esse perigoso gás venenoso que o povinho estúpido acha que é absolutamente necessário para a fotossíntese – povinho estúpido que não sabe que devemos evitar o crescimento de árvores para acabar com os incêndios).
    A Romualdinha pertence a uma Casta que está preparada para apoiar um governo que sabe como devemos Pensar, Agir, Comportar, Sentirmos enfim os mais ínfimos pormenores que necessitamos para ser Felizes, não fosse ela um perfeito representante do aluno médio do ensino público.
    A Romualdinha só não sabe que isso já foi tentado muitas vezes e o resultado foi o que se viu…
    A Romualdinha pertence á Casta dos inocentes úteis (**)!

    (*) O Povo ignorante para “O Intelectual Cosmopolita”, são os pobres assalariados e os ricos que não são intelectuais ( não vivem à custa de impostos dos primeiros, sentados atrás de uma secretária numa universidade ou organismo público)
    (**) Os “intelectuais” desta estirpe são acima de tudo Democratas. Eles “sabem” que a Ciência deve estar ao serviço da Humanidade. Pouco lhes importa a realidade. Pouco lhes importa que um problema seja o problema mais complexo que possamos imaginar . Eles sabem, que como democratas basta decidir , votar e a maioria ganha.

    Rita Fonseca

    • anticarneiros says:

      Deves ser a versão feminina do papagaio Abreu.
      Falas falas e não dizes nada

    • Paulo Marques says:

      A Ritazinha se calhar devia pegar num livro um dia destes invés de repetir o que alguém diz que acha que lá está escrito porque foi o que lhe disseram.
      Quanto às previsões não baterem certo, as mais optimistas já lá vão à muito. Mas lá está, era preciso saber ler.

    • Nascimento says:

      “…rir de doer a barriga..?” Isso é o que acontece quando se lê as alarvidades que rabiscas.De tanto salivares inté os olhos saltam rapariga! A sério?Sacas sempre da pistola com os “intelectuais”?
      Más, ó minha parvalhona, com o teu discurso de merda … és mais uma da dita “Casta” que procuras desprezar! Sabes; és mesmo estupida! Dass…

Responder a anticarneiros Cancelar resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.