João Paulo Correia

 

João Paulo Correia

João Paulo Correia foi na última legislatura vice-presidente da bancada parlamentar do PS e coordenador da Comissão parlamentar de inquérito à Caixa Geral de Depósitos. Na sua declaração de interesses, disponível no sítio do Parlamento, João Paulo Correia apresenta-se como “Gestor”, declarando possuir uma licenciatura em Organização e Gestão de Empresas. Segundo essa mesma declaração de interesses, o deputado João Paulo Correia trabalhou durante dois anos como gerente de uma sociedade chamada “Sempre à Espreita”, da qual foi sócio-gerente entre 2005 e 2007, sociedade essa que se dedicava à cobrança de créditos. À parte esta curta experiência profissional tida há mais de uma década, João Paulo Correia nunca mais exerceu qualquer actividade profissional, tendo ocupado apenas cargos políticos e sociais.

Até Julho de 2018, João Paulo Correia exerceu simultaneamente os cargos de Deputado à Assembleia da República, Deputado à Assembleia Municipal de Gaia, Presidente da União de Freguesias de Mafamude e Vilar do Paraíso, Presidente do Clube de Futebol de Oliveira do Douro e Presidente do Conselho Fiscal da Sol Maior (IPSS fundada pelo actual presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia).

Enquanto Presidente do Clube de Futebol de Oliveira do Douro, João Paulo Correia assinou vários contratos com a Câmara Municipal de Gaia, contratos esses que beneficiaram o clube em várias centenas de milhares de euros. O presidente do Conselho Fiscal do Clube de Futebol de Oliveira do Douro era, à data da assinatura dos referidos contratos, o próprio presidente da Câmara de Gaia.

 

Documentos:

 

Comments

  1. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    Estamos perante um homem sempre à espreita que dá concertos em Sol Maior …

  2. Mr José Oliveira Oliveira says:

    Foi exactamente devido ao seu extenso currículo e ao multifacetado carácter de cruzamentos de ambições que o caramelo foi escolhido para o alto cargo que desempenhou na AR, esse modelo do sistema “democrático” que nos (des)governa. Ora bem!!!!!!!!


  3. “esse modelo do sistema “democrático” que nos (des)governa.”
    Se a inveja fosse tinha …

  4. Rui Naldinho says:

    Só pelo nome dado à empresa do qual foi sócio, se imagina o caráter do personagem. Um “petit mafieux” dos muitos que habitam a política e o futebol.
    Como também parece ser óbvio, não passa de um peão de brega diante de, por exemplo, um Miguel Relvas. E esse parece ser o problema. Depois da avalanche de atropelos cometidos entre 2011 e 2015, o povo em geral, o de Gaia incluído, acha isto uma pequena tropelia.
    Só assim se compreende as sondagens e a vitória folgada do PS em Gaia.

  5. JgMenos says:

    O personagem é irrelevante.

    O sistema é que os cria, se não fosse este era outro.

    Regra 1ª do Portugal abrilesco: o Estado que saque o dinheiro que sempre aparecem ‘servidores públicos’ a dar-lhe melhor destino que quem o ganhou daria.