O grande demagogo

É preciso evitar que este demagogo chegue a Secretário-Geral.

Comments

  1. Paulo Marques says:

    Esse acho que nem com Bruxelas a empurar se safa.

  2. Anonimus says:

    Por que não “Este” demagogo?

  3. Mr José Oliveira Oliveira says:

    Sendo ele um fiel espelho do partido, o que é que esperam? Já lá está e prontos! PS é PS e mai nada!

    • Paulo Marques says:

      Agora puxe pela imaginação e diga onde é diferente.

      • Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

        Paulo Marques?
        Mas por que é que deveria ser diferente?.
        Ele é farinha do mesmo saco de Sócrates, César, Santos Silva, Costa e quejandos. Se ele fosse diferente já estaria no PSD ou no BE, porque esta gente não vive sem o partido a dar-lhes a ajuda.
        Se chegar a Secretário Geral é porque os da sua igualha o escolheram.
        Que quer? “Democracia” socialista…

        • Paulo Marques says:

          António Silva Tiago, Ricardo Rio, Mesquita Machado, Isaltino Morais, Cavaco Silva, Durão Barroso, até Rui Rio na amiguice com a Bragaparques dizem-lhe alguma coisa?
          E lá fora, a carreira de Van der Luyen ou Juncker dizem-lhe alguma coisa?

          Faz parte da actual concepção de democracia capitalista, podendo ser melhorado. Só não acontece noutros regimes porque quem abre a boca aparece numa vala.

          • Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

            Completamente de acordo, mas desculpe, não percebo onde quer chegar. Das duas uma: ou quer dizer que o demagogo que refere no intróito é igual aos personagens que refere – e eu acho que ele é igualzinho – ou então quer dizer que ele é diferente. E, se assim for, não estou de acordo.

            NOTA: Falei no PS, porque o figurão é do PS. Mas quero deixar-lhe claro que para mim, PS = PSD e ambos costelas do Arco da Governação Soarista que ainda por cá anda e andará cada vez com mais força, constituindo o corpo capitalista. Disso, nunca tive dúvidas..
            Que isto é o capitalismo (acho a sua designação de democracia para este capitalismo sem fundamento), não tenho dúvidas e nunca o verei comparado ao nazismo ou ao comunismo, embora seja igual, mas apresentando um ar “democrático” fresco e radiante, mas matando como os outros, embora mais lentamente.

          • Paulo Marques says:

            Quero dizer que não é inevitabilidade dos partidos que temos, mas fruto da conjuntura mundial. Que dura à décadas, é certo, que tão cedo não mudam a bem, também está certo, mas ao menos o voto e o protesto ainda contam para alguma coisa, por pouco que mudem. As leis, constituição e tratados não são imutáveis, por muito que a luta pareça impossível. E as pessoas, a bem ou a mal, perceberão os erros das opções e os custos que andamos a pagar para coisa nenhuma.

  4. Pedro Vaz says:

    Se não for esse pedófilo chantageado vai ser outro. O SIS tem um rô deles nos dossiers the chantageamento.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.