Faz o que eu digo, não o que eu faço

Com que então, pactos de silêncio? Se os donos da virtude descobrem ist… Afinal não. São os mesmos. Vindo de onde vem, isto é o cúmulo da hipocrisia.

P.S.: Isto não é sobre o caso, mas sim sobre a conduta do Partido. Não confundir.

Comments

  1. POIS! says:

    Pois pois!

    É um pacto de silêncio tal, que ninguém sabe o que se passa. A não ser o jornalista da Sábado, já que os jornalistas da Sábado sabem tudo, até a cor das cuecas do Dr. Cotrintin.

    É como aquele pacto dos Açores, de um tal “liberal” que aceitou fazer maioria com o Venturoso Partido. Até agora, silêncio. Também houve um candidato “liberale ma non troppo” a Lisboa que desapareceu…em silêncio.

    Ou seja: anda por aí um silêncio ensurdecedor!

  2. Paulo Marques says:

    Tendo em conta as figurinhas feitas logo a seguir nas redes sociais (pelo tom, não pelo conteúdo), não parece má ideia não se trocar bitaites em público.
    (o que é diferente de dizer que se devem calar sobre provas, mais queixas, … que existam. quem não percebe, paciência)