Golos que vão disfarçando falta de qualidade

Sérgio Ramos. Duas cabeçadas, dois golos. Não é efectivo nem bonito mas nasceu com o dom de marcar no momento da verdade.

O Jaime Nogueira Pinto possui o direito a falar?

Não, não possui. Possui o direito a estar calado na mesma medida em que o regime que ele defendeu e defende considerava como um dever cívico do ser humano o dever a estar calado. “Não se discuta política” – disse um dia Salazar.

Bolsas de estudo do Ensino Superior: uma questão sem fim

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Em 2005 quando entrei no ensino superior, a DG\AAC então presidida por Fernando Gonçalves lutava com afinco pelo aumento do numero de bolseiros na UC. Eu, na altura um jovem caloiro bolseiro, tomei a luta como minha e avancei com a Direcção Geral para Lisboa, chegando inclusive nessa manif a levar uma lapada de uma amiga afecta ao Bloco quando a manifestação se dividiu em duas com agendas distintas.

Anos mais tarde quando o Governo Sócrates decidiu fazer modificações ao Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo em 2010 com o famigerado Decreto-Lei 70\2010, na condição de não-bolseiro, alinhei mais uma vez na luta e pressionei muito a DG de Miguel Portugal a avançar para formas de protesto não convencionais. A nova ponderação dos elementos do agregado familiar para e feitos de cálculo do valor a atribuir excluiu o acesso a milhares e levou pela primeira vez no Ensino Superior a uma debandada em massa de estudantes por indeferimento das suas bolsas e consequentemente por falta de recursos financeiros. Esse DL previa na altura a passagem de todos os membros do agregado familiar para uma capitação inferior a 1, algo completamente ridículo que obviamente se reflectia nas fórmulas de cálculo. O agregado que auferia a título de exemplo 13000 euros por ano a dividir por 4 elementos, via na nova fórmula uma divisão do valor por 2.7 pessoas. O candidato valia 1 pessoa, pai e mãe 0.5 e o irmão 0.7. O rendimento per capita subia, portanto. [Read more…]

O observador no seu melhor; o “policiamento das praxes

AAC 2
AA de Coimbra? Não conheço. Conheço a sigla AAC, sigla que abrevia a Instituição Associação Académica de Coimbra. É o que dá poupar nos títulos.

Mas até via com bons olhos o policiamento das praxes. O policiamento a sério, sem aspas, com ordem para dar nas canelas e nas cacholas de todos aqueles frustrados recalcados (na sua praxe) que acham que o uso de uma capa e batina dá direito a super poderes ilimitados para molestar, agredir e humilhar.

Propor a supervisão das praxes por parte das instituições de ensino superior e do governo é algo que não vai mudar absolutamente nada na questão a não ser a criação de mais uma dúzia de observatórios fantasma (quase sempre criados para dar mais uns empregos aos boys das jotas) e de relatórios inconclusivos. O humilhado na praxe vai continuar a humilhar na veste de praxista, o agredido vai agredir, o veterano vai continuar a tentar abusar sexualmente da inexperiente caloira na sua primeira semana (sim, isto acontece!) e por aí adiante. Os crimes que diariamente se cometem pelas instituições de ensino superior deste país continuarão a ser silenciados pelos que os sofrem em virtude daquela estranha e arcaica Omertà imposta pelos vets e as vítimas, bem as vítimas continuarão a desistir dos seus cursos por vergonha ao invés de serem estimuladas a clamar por justiça.

Antoine Griezmann e a crise no Valência

O avançado francês fez o que quis da defesa ché. No lance do primeiro golo do Atlético chega a ser dramático para quem vê, sabendo de antemão a qualidade dos jogadores do Valência a forma displicente em como o avançado gaulês consegue sair da primeira linha de pressão por falta precisamente de capacidade (mesmo até de vontade e de atitude), como ninguém sai a Koke no momento de transição e como Griezmann vindo de trás tem todo o tempo do mundo para passar pela defesa do Valentia sem que alguém o acompanhe.

A equipa de Cesare Prandelli mete dó.  [Read more…]

A nossa primavera

Lie to me if you will at the top of Beringer Hill
Tell me anything you want, any old lie will do
Call me back to you

Era para vir elogiar a exibição do Bas Dost…

… mas acabo por ter que vir realçar a incapacidade visível desta equipa em gerir vantagens, as falhas na pressão a meio-campo e a crónica avenida e falta de agressividade na lateral esquerda.

Os segredos de Lionel Messi

Para desfrutar do futebol positivo do argentino na goleada por 5-0 frente ao Celta de Vigo.
O golo de Neymar e o último do argentino chegam a ser ridículos de tão bem conseguidos do ponto de vista técnico. Não é fácil brincar com o centro de gravidade do guarda-redes.

Quais são os segredos do futebol redondinho do jogador argentino?

[Read more…]

Obrigado Campeões!

nelson-evora

Nelson! Patrícia! Tsanko! O nosso atletismo continua de boa saúde!

No rumo certo

bruno carvalho.png

O meu grande Amigo Francisco (porque amigos presentes como o Francisco como o Ricardo, como o João, como a Ana, como o António, como o Fernando, como a Eva, no fundo como todos os que tenho aqui nesta grande família que é o Aventar, escasseiam) tinha razão quando aqui escreveu que Bruno de Carvalho estava no rumo certo.

Efectivamente.

Uma grande “sova”, pá. De Sportinguismo, em primeiro e único lugar. Estamos mais vivos que nunca.

[Read more…]

Alguém da UEFA está a ver o que se passa na Feira?

É que não é por nada mas o Benfica tem uma pena da UEFA suspensa por mau comportamento dos adeptos por 2 anos, na sequência dos episódios de Madrid na época passada. 

No rumo certo

fpr

Terminou em Amesterdão. Obrigado jogadores! Obrigado Martim Aguiar! Obrigado Ian Smith! Obrigado a todo o staff que proporcionou um altíssimo rendimento a todos os atletas! Obrigado Luis Cassiano Neves e restante direcção da Federação Portuguesa de Rugby! O rugby português está de parabéns: a nossa selecção acaba de atingir o 5º triunfo consecutivo, passou para a liderança do grupo C da Rugby Europe e deu um passo de gigante rumo à subida para o nosso lugar natural que é o Grupo B e quem sabe rumo ao Mundial 2019 no Japão!

A última vez que isto se sucedeu foi, para terem a noção, foi no período de jogos realizados entre 2002 e 2004 quando obtivemos 8 vitórias consecutivas!

Apesar de ainda existirem algumas arestas por limar neste mandato federativo, em especial no que concerne à politica de desenvolvimento, a alguns aspectos relacionados com o quadro competitivo juvenil e sénior, no que concerne às selecções, o trabalho que está a ser desenvolvido pela actual equipa federativa e pelo staff de todas as selecções está a ser simplesmente 5 estrelas! A seguir à tempestade (a descida do Grupo B em 2016) vem a Bonança! Martim Aguiar é o homem certo para o lugar certo: sem os marialvismos do passado está a construir a pouco e pouco a equipa que quer para o nosso futuro a médio prazo, mesmo apesar de continuarmos sistematicamente a não poder contar com os nossos jogadores que alinham no estrangeiro, Martim Aguiar está a incutir algo que falta há muito ao rugby português: exigência, competitividade e espírito vencedor!

Ora vejam lá bem se…

… não é o maior milagre da história a seguir à passagem de Santo Agostinho do estatuto de maior putanheiro da Idade Média a Santo.

Emil Forsberg: desmistificar a verdadeira posição 10

A propósito da posição de Chico Geraldes, ouvi João Alves dizer num dos últimos episódios do programa playoff dizer uma baboseira de todo o tamanho. Afirmou o luvas pretas nesse episódio, perante o sábio Rodolfo, tantas vezes citado aqui no Aventar por um grande amigo meu, que o clássico número 10 é um jogador que joga obrigatoriamente atrás dos avançados, com a função de criar no corredor central. Respeito muito o João Alves mas, à semelhança do que os compadres da terra dele (Albergaria-à-Velha) dizem ao tasqueiro quando o vinho não é maduro (por norma uma reserva com mais de 6 anos), o João Alves está passado. Como futebolista foi um grande jogador, tendo aberto o filão do estrangeiro para todas as gerações que se seguiram. Como treinador foi mediano. Como comentador, a idade, bem, a idade pesa-lhe e fico-me por aqui: está passado!

[Read more…]

Recordar o “louco” Tour de France de 1998

Pelo periscópio de Jeremy Whittle aqui no Cycling News.com

Luis Filipe Vieira; as mil formas de coacção e o ódio, aquele sentimento visceral

vieira

Vi com a máxima atenção a entrevista exclusiva que a CMTV levou a cabo na noite de ontem a Luis Filipe Vieira. Pela primeira vez concordei com algumas das posições do presidente do Benfica, apesar de continuar a discordar do seu método de actuação.

Cumpre-me saudar o facto do presidente do Benfica ter sido um dos primeiros dirigentes senão mesmo o primeiro a admitir que um erro de arbitragem beneficiou o seu clube, mesmo apesar da habitual (clássica) tentativa de spin para o lance do penalty que ficou, a meu ver, injustamente por marcar em Setúbal. Continuo a acreditar, em questões de arbitragens que não existem erros admissíveis assim como continuo a acreditar piamente que em relação ao meu clube, indiferentemente da postura mansa ou agressiva dos nossos presidentes e dirigentes, existe (factualmente) uma postura por parte da arbitragem, dos seus dirigentes e das influencias que historicamente os movem ou moveram uma intenção deliberada de errar para o segregar e para o excluir das vitórias. Se acredito que existem árbitros que erram por clubite aguda ou por instruções de terceiros? Se acredito que existem encomendas? Claro que acredito. Faz parte do futebol. O que não faz parte do futebol é errar sempre para o mesmo lado. Tanto erro, para o mesmo lado, é uma evidência clara de um futebol altamente viciado, que a continuar assim, diga-se a bom da verdade, irá afastar investidores e consumidores.

[Read more…]

A morte por asfixia do Serviço Nacional de Saúde; a droga, a indústria do álcool – um breve relato.

Ontem, conforme a marcação previamente acordada com o Hospital de São Teotónio em Viseu, dirigi-me ao serviço de cirurgia para executar uma operação cirúrgica de pequena escala. Preparado que estava por antecipação, cheguei ao hospital 1 hora antes da hora acordada. Do ponto em que me encontrava pude espreitar durante horas a fio o lufa-lufa das urgências através das vidraças. O que previsivelmente me iria demorar umas 3 horas entre espera, intervenção (a um quisto na zona do cóccix) e alta clínica acabou por demorar 6 devido a um conjunto de circunstâncias extraordinárias ocorridas durante o dia de ontem no referido hospital.

As urgências estavam como sempre abarrotadas de pessoas, principalmente idosos. Durante as 4 horas em que pude observar o serviço apercebi-me do ambiente em que diariamente trabalham dezenas de profissionais de mão cheia, diga-se a bom da verdade: existe uma falta notória de pessoal (apesar do hospital já contar com 4 médicos estrangeiros; contudo existem especialidades em que o médico de serviço não tem mãos a medir para a afluência que se regista), de espaço para colocar os doentes (os corredores principais das urgências estavam abarrotados de macas e pessoas literalmente empilhadas em cadeiras de rodas; havia filas de macas até a sala de TACs; apesar de já existir um projecto, as urgências do Hospital de Viseu precisam muito de ser ampliadas porque o hospital, central a praticamente 3 distritos, já não tem capacidade de resposta para a enorme afluência) e de meios para intervir nos casos mais complicados.

[Read more…]

Os cidadãos possuem ou não o direito à informação e à verdade?

paulo-nuncio

Tiago Petinga – Agência Lusa

Núncio, não me venhas com tretas. A sério, por favor, não nos tentes engrolar.

Achas mesmo que ao ocultar as estatísticas da saída de capitais para offshores estavas a dar vantagem aos infractores e poderias estar a prejudicar o combate à fraude fiscal quando o próprio Estado tem leis e programas de recuperação (para não dizer que são autênticos programas de perdão fiscal; veja-se os juros que Ricardo Salgado pagou no âmbito do seu pedido de legalização de milhões que ilegalmente tinha nas suas sociedades offshore no âmbito dos RERT I,II,III) de capitais (não-declarados e não-taxados) feitos à medida das pessoas que os colocam? Essa é a desculpa mais esfarrapada que ouvi nos últimos tempos.

[Read more…]

As reuniões com o Conselho de Arbitragem resultam? Ah pois resultam resultam

benfica

Esta é a prova cabal de que todos os clubes devem ter direito à Indignação!

O regresso de uma campeã

vanessa-fernandes

O anúncio do regresso de Vanessa Fernandes ao triato depois de 8 anos de paragem é uma excelente notícia para o projecto olímpico Tóquio 2020 e para o desporto nacional. Aos 31 anos, compreendo as razões que levaram a Vanessa a desistir da modalidade e do desporto de certa forma em 2009 assim como compreendo o seu regresso: por mais que se tenha ganho no passado, e a Vanessa ganhou naquela modalidade praticamente tudo o que havia para ganhar em 5 anos, os seres “competitivos” nunca se contentam com o que conquistaram e querem sempre a mais. A Vanessa quer portanto conquistar em 2020 o que lhe falta: aquele ouro olímpico que lhe escapou em Tóquio.

[Read more…]

Nem de propósito

Madeira Rodrigues promete o primeiro produto de Monchi Rodriguez, ontem citado aqui no Aventar. Exceptuando a sua passagem pelo Sevilla, Juande Ramos ganhou Bola!

Situações que irritam qualquer treinador

Minuto 4:32 – Zlatan Ibrahimovic entra na área pelas costas do jogador que lhe estava a fazer oposição. O médio ala norte-irlandês (nº8) vê a entrada na área do sueco e comunica à defesa (de costas para o sueco) que Zlatan entrou na área. Não marca o sueco (nem é de sua competência) mas também não é rápido a sair na pressão a Ander Herrera assim que Anthony Martial varia o jogo para a direita. O sueco passeia-se pela área sem ninguém lhe prestar atenção.

Dá-se o desconto pelo facto da situação ter acontecido aos 86″ quando o cansaço físico e psicológico dos jogadores do Southampton já era por demais visível. Mas, ignorar o perigo que representa Zlatan, ainda para mais nos últimos minutos de uma final, momento em que as equipas têm que possuir 200% de cautela?

Marco Verrati, o cérebro do cavalão de Unay Emery

O meu destaque do fim-de-semana futebolístico vai para a goleada do Paris Saint Germain em Marselha no grande clássico do futebol francês. A vitória por 5-1 dos parisienses frente aos marselheses de Rudy Garcia, uma equipa e um treinador que ainda procuram construir um elenco minimamente competitivo (mesmo apesar de terem conseguido resgatar o seu maior ícone Dimitry Payet; falta-lhes claramente uma defesa mais coesa) confirma a excepcional subida de forma de forma da turma comandada pelo espanhol Unay Emery depois de uma primeira metade de temporada mais complicada do que aquilo que era previsto no início da temporada.

[Read more…]

É este o traste que quer ser presidente do Sporting?

Fiquei incrédulo. O meu clube não é assim nem nunca foi constituído por gente assim.

Que falta a Madeira Rodrigues um pouco de ética e um pouco de noção de respeito já todos ficámos a saber na quinta-feira. A “sova” não foi mais do que um conjunto de insinuações reles, do mais baixo possível, sobre a família, sobre as empresas falidas, sobre o José Maria Ricciardi, sobre os rendimentos passados e presentes do presidente. Que lhe faltam ideias para além do Delfim (pergunta-se: que experiência tem o Delfim para as funções que lhe vão ser confiadas?), do Boloni e da bancada (construída em 2 meses, vejam lá só) também já todos tínhamos ficado a saber. Aposta na formação? Desde quando é que o Sporting deixou de apostar na formação? Que lhe falta um bocado de noção da realidade financeira (Madeira Rodrigues vende a uma data de personalidades a realidade do clube que não existe porque desconhece profundamente os números) também já todos sabíamos.

Desconhecíamos porém esta postura arrogante, egocêntrica, sobranceira, soberba, completamente desrespeitadora perante o sócio que lhe queria falar e até, arrisco-me a dizer, de uma pessoa completamente desequilibrada.
Não, o Sporting é uma instituição demasiado importante para uma pessoa deste calibre.

Quantas mais vezes terá que vencer Rui Costa para ser destaque na imprensa portuguesa?

É português, é um dos desportistas mais consagrados do desporto português da actual geração, já foi campeão do mundo de estrada (foi o único português a conseguir o feito), já venceu por 3 vezes a geral da prova que serve de antecâmara ao Tour de France, a Volta à Suiça, já venceu etapas no Tour entre outras vitórias em etapas em várias provas, e anda sempre a lutar pelas vitórias nas clássicas da primavera, em especial, na Flèche Wallone, na Liège-Bastone-Liège e na Amstel Gold Race. É chefe-de-fila absoluto das equipas por onde passa há 4 anos.

Ontem, Rui Costa voltou a vencer, desta feita na Volta à Abu Dhabi, prova categorizada como World Tour (a categoria máxima do ciclismo mundial) na média montanha, derrotando a nata dos trepadores da actualidade, ou seja, Contador, Aru, Quintana, Dumoulin, Zakarin, Samuel Sanchez, Bauke Mollema, entre outros, arrebatando a liderança da prova. O que é que o ciclista português terá que fazer para ser primeira página de um jornal português?
[Read more…]

Os Conselhos do Chico

Há vários anos que é assim. Quando a inquietação me assalta de rompante e não consigo encontrar uma explicação lógica para compreender ou tentar explicar esse acontecimento, ou até mesmo quando não encontro uma explicação lógica para explicar algo que se está a passar no mundo, pego nos meus discos do Chico para ali encontrar a explicação. É impossível não conseguir achar a resposta nos Conselhos do Chico. A obra do Chico é tão vasta, tão genial, tão sublime, tão humana ao ponto de crer que o Chico não é do século passado, não é deste século e não é dos próximos – é um ser transcendente a todos nós que vive noutra era, muito mais avançada – é outra forma, é outra matéria. É um ser que foi enviado para nos ensinar a saber como lutar. Nós é que somos ao lado dele gente tola na lufa-lufa que são os nossos dias, metidos quase sempre nas nossas vidas mundanas, na nossa eterna insatisfação, no nosso esforço abnegado para querer mais deste mundo quando o mundo não nos quer dar mais nada.

[Read more…]

Foi você que pediu um título feminino para o Sporting?

sporting-3

Sim, para a mesa do canto se faz favor. À falta de melhores argumentos, de um certo brio e de um certo amor à camisola que se veste, quando por exemplo vemos um Rui Patrício fazer um frete na homenagem que lhe foi prestada na semana passada a propósito dos seus 400 jogos com a camisola do Sporting ou quando vemos no final de cada partida em Alvalade uma interacção nula entre os jogadores e os adeptos nos habituais cânticos finais que as claques fazem para elevar a moral dos jogadores, são as senhoras quem estão a colocar o Sporting sempre na frente.

[Read more…]

Golo da semana

Vale por tudo: pela execução técnica do remate, pela forma em como Braga manietou 6 jogadores com a sua acção e pela inteligência demonstrada por Perdigão.

A importância do plano mental no futebol

Aconteceu ontem no Artemio Franchi para mal dos pecados da equipa italiana e de Paulo Sousa, um treinador que parece estar, depois de muitos avanços e recuos por parte da direcção do clube de Firenze, mais próximo da porta de saída mais pela irregularidade nos resultados do que pelo futebol mais ou menos vistoso que a Viola pratica.
[Read more…]

Avé Maria que tudo $erve

Sabem o que é que Jesus fez quando viu os vendedores a vender no templo? Sim, arrasou com as bancas e expulsou os vendilhões do templo. Não existindo um Jesus, onde andas tu, Autoridade Tributária?