Mário Centeno: aqui está o link para a Grande Entrevista

realizada ontem por Vítor Gonçalves e emitida pela RTP3. Aqui onde? Aqui. 🙂
mario_centeno_RTP3_11NOV2015

Uma perguntinha singela: em 2011 conhecia-se o acordo entre o PSD e o CDS

quando se coligaram depois das eleições para poderem governar?
Era só.

Mário Centeno

é uma lufada de ar fresco no discurso económico sobre Portugal. Na entrevista a Vítor Gonçalves, em tom cordato e claro, referiu as gravosas consequências da descapitalização das famílias para o desenvolvimento do País. Mas também o desinvestimento público na educação dos portugueses. É por aí, sem dúvida.

«O ‘Jornal de Negócios’, relativamente à maioria parlamentar de esquerda que rejeitou o governo da coligação PàF,

tem tido um comportamento impróprio de um jornalismo da democracia, i.e., responsável, imparcial e consonante com os interesses do País.»
[Carlos Fonseca disse-o e agora repetiu-o]

jornal_negocios

« Em lugar de acusarem Costa por ter feito aquilo que disse que ia fazer

– terminar com “o arco da governação” – e apresentar uma alternativa, seria talvez mais instrutivo interrogarem-se sobre o seguinte: porque é que perdemos a maioria absoluta que tínhamos, mesmo concorrendo juntos?»
[Argumentos e falácias, António Pinho Vargas]

«A direita chama desenfreadamente por Portugal,

parece que o perderam pelas europas.»
[No Facebook de Joana Villaverde]

Passos tem mais encanto na hora da despedida

Ferreira Fernandes, como habitualmente na mouche, despede-se de Passos.