Conversas Vadias 39

Vadiaram, nesta trigésima nona edição, os aventadores Ana Reis, Orlando Sousa, Fernando Moreira de Sá, Francisco Miguel Valada, António Fernando Nabais, António de Almeida, Carlos Araújo Alves, José Mário Teixeira, e João Mendes. Vadiagem por vadiagem, fomos até ao Douro, com paragens na CCDRN do Norte, nas intervenções do debate televisivo recente, das dificuldades que implicam viver no Douro, o Douro, “história líquida”. Do Douro, fomos à África do Sul, a propósito de Rendeiro e da Justiça que funciona… mal. Depois, o Algarve, onde está, em prisão domiciliária, Manuel Pinho. Ainda a propósito de tribunais, fez-se referência à questão dos tradutores. Dos tradutores, e a propósito de portugueses que não percebem brasileiros, abordaram-se preconceitos que talvez não o sejam.

Sugestões também não faltaram.

Ana Reis

Livro – Silent Spring, de Rachel Carson

Série –  Midnight Gospel

José Mário Teixeira

Documentário da RTP2 “A rota do ferro“, disponível no RTP Play

Carlos Araújo Alves

Livro de Paul Ariès – Désobéir et Grandir. Vers une société de décroissance” (ou seja, do crescimento sustentável)

João Mendes

            Jornalismo de qualidade – três artigos de Sílvia Caneco:

            O saco de Manuel Pinho

            Manuel Pinho recebeu não 1, mas 2 milhões de euros do saco azul do GES. Pagamentos começaram em 2002

            Manuel Pinho vendeu a casa de Campo de Ourique que já foi de Garrett

António de Almeida

Livro – O Mais Belo Fim do Mundo, de José Eduardo Agualusa

Fernando Moreira de Sá

Apoiar jornalismo independente, o Página 1

Orlando Sousa

Filme – Miss Sloane

Banda do Casaco – obra integral

António Fernando Nabais

A propósito da belíssima Sopa de Letras do Orlando, relembrar o Pão com Manteiga

Visita ao Museu do Teatro e da Dança, ao Museu do Traje e ao Parque do Monteiro-Mor

Campanha promocional da filmin.pt

Francisco Miguel Valada

Livro – Leçons d’un siècle de vie, de Edgar Morin

Aventar Podcast
Aventar Podcast
Conversas Vadias 39
/

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.