Os meus presentes de hoje

Nasceram com um ano de diferença. O segundo filho do Dario e a SPELL. Renovar a humanidade com novos frutos será sempre uma responsabilidade, mas é sobretudo um momento de alegria e amor.

Ao Dario, amigo recente pelas mãos do Aventar, os meus parabéns nortenhos e vizinhos, e que, para júbilo e exultação da família, bebé e mãe continuem bem. [Read more…]

22h59

.

A decisão estava tomada. Iria aceitar o convite do Ricardo para colaborar no Aventar.

Novo nestas andanças da blogosfera, com uma vontade imensa de escrever e de mostrar que até o fazia razoavelmente, abracei o projecto. Iria escrever sobre a actualidade, iria escrever alguns contos, e colocar algumas das minhas fotografias.

O meu primeiro artigo apareceu neste dia, 12 de Abril, a esta mesma hora, 22h59, um ano atrás. Foi o princípio de uma nova vida.

Em pouco tempo, verifiquei que o grupo que se estava a formar, se bem que composto por pessoas oriundas dos mais diferentes quadrantes, se mostrava coeso e amigo.

Os leitores do Aventar iam aumentando gradualmente, e o blogue começava a ser um fenómeno a nível nacional.

Dezembro foi, para mim, o expoente máximo deste trajecto, ao fazermos um almoço do grupo, onde realmente se verificou que para além de tudo éramos um grupo de amigos, que antes de o serem já o eram.

Ainda estamos a crescer, e as dificuldades do crescimento vão-se manifestando, ora com «crashs» súbitos e públicos, ora com outros «crashs». Mas, as dificuldades podem ser o incentivo para sermos cada vez melhores e mais exigentes. Há que melhorar o que já é bom. Há que retirar os escolhos do caminho que se quer plano e suave. Há que melhorar a qualidade. Há, por fim, que mostrar continuadamente, o grupo coeso e amigo que queremos continuar a ser.

Mais uma vez, obrigado Ricardo, pela prenda que me deste ao convidar-me para fazer parte do Aventar.

Um Ano Maravilhoso

12 ABRIL, 22H59

Dia e hora do meu primeiro post, aqui no Aventar.

Nesse dia e nessa hora, mas deste ano, escreverei sobre o assunto.

Hoje, fico-me pelos parabéns a todos nós e pelos agradecimentos ao Ricardo pelo convite que me fez para integrar esta que se tornou numa maravilhosa equipa.

É uma honra fazer parte de tão brilhante equipa.

Parabéns a mim

Hoje de manhã, quando olhei de relance para o espelho com o ar fugidio de quem evita prender o olhar para não encontrar mais uma ruga, ele falou comigo e exigiu-me atenção. Eu sei que é um lugar comum de quem ficciona pôr o espelho a falar. Mas, comigo, é também lugar comum o espelho pôr-se a atirar sentenças.

– Então hoje estás de parabéns.

– Eu? Porquê?

– Por causa do Aventar, porque é que havia de ser?

– Quem está de parabéns é o Aventar.

– Não sejas vaidoso, pá. Tu é que estás de parabéns. Foste convidado, aceitaste o convite, fazes parte daquela equipa, és um aventador, fizeste amigos que não conhecias, partilhas um espaço de liberdade, deixam-te escrever, estás de parabéns, deixa-te de caganças.

– Queres dizer modéstias.

-Caganças. Deixa-te de caganças. O Aventar é que é bom. Tu, quando muito, estás de parabéns por lá estares.

Pela primeira vez, desde há uns tempos, olhei para o meu espelho com simpatia. Não reproduz com a beleza necessária a minha sedutora imagem. Mas não é burro de todo e até tem dias em que acorda bem disposto.

Primeiro Aniversário do Aventar

Hoje o Aventar festeja o seu primeiro aniversário e fá-lo com todos os leitores nesta semana aberta especial.

Quando o Zé Freitas me convidou para este projecto eu andava pelo Sinaleiro, o meu blog pessoal, depois de cinco anos dividido por vários blogues. Nem pensei duas vezes. Eu sentia que este projecto tinha tudo para dar certo. E deu. Entretanto muitos mais chegaram.

Há tempos perguntaram-me qual o segredo do sucesso do Aventar. Simples: a diversidade. Temos por cá gente de esquerda, de direita, do centro, das extremas, católicos, judeus, agnósticos, ateus e muçulmanos. Gente do Algarve ao Minho, passando pelo Interior profundo. Convivem portistas com benfiquistas e sportinguistas, adeptos do belenense e da briosa e malta que detesta futebol. Mulheres e homens, de todas as idades e de gerações tão diversas. Diferentes formas de ver e estar no Mundo.

Francamente, conhecendo eu tão bem a blogosfera e estudando profundamente as Redes Sociais, pelo menos boa parte delas, ainda não encontrei um blog assim, com tal diversidade.

Há blogues melhores? Certamente. Não temos a qualidade do Blasfémias ou do 5Dias, a originalidade do 31 da Armada, a irreverência do 31 da Sarrafada, o mediatismo do Jugular ou do Abrupto, a profundidade do Insurgente ou do AspirinaB, o bom gosto do E Deus Criou a Mulher, a sabedoria do Origem das Espécies, a acutilância do Delito, do Corta-fitas, do Cachimbo ou do Albergue, a dimensão do Arrastão, a especialização do Educação no meu Umbigo ou as audiências do Gatas-qb. Não, não temos mas procuramos, tentamos, esforçamo-nos.

Num ano foram quase 400 mil os que nos visitaram, 900 mil as pageviews, mais de 1000 seguem-nos no Twitter e mais de 2500 no Facebook. São números que falam por si e que muito nos orgulham. É muita fruta. Mas sabem quais são os números que mais nos orgulham? Eu digo-vos: mais de 6300 post e mais de 17 mil comentários. O nosso orgulho!

Somos os “maiores, carago”? Não, mas vamos ser!