Onde estavas no 11 de Março? (Memória descritiva)

Passa amanhã o 35º aniversário do 11 de Março de 1975. Publicarei um post sobre o tema, recordando os aspectos essenciais dessa tentativa de golpe, texto assente numa cronologia dos acontecimentos. Hoje venho recordar um episódio vivido por mim e por outros sete camaradas e relacionado com a data. «Onde estavas no 25 de Abril?», pergunta Baptista Bastos com a sua voz rouca. Oportunamente, responderei. Por hoje, vou dar contas sobre onde estava no 11 de Março. E começarei por explicar onde passei os dias anteriores.

Em Fevereiro de 1975, integrado num grupo relativamente numeroso, recebi treino militar, nomeadamente no que se referia ao manuseamento do armamento ligeiro então em uso nas Forças Armadas. Um fim de manhã regressávamos de uma dessas fatigantes sessões. Trazíamos ainda vestidos os camuflados, transportando desmontadas e dentro de sacos de lona as armas que tínhamos estado a utilizar numa praia deserta.

Quando chegámos junto do local onde tínhamos deixado os carros, oito de nós fomos cercados pelos soldados de um pelotão de infantaria que apontando-nos armas, nos deram voz de prisão. Com é óbvio, não oferecemos resistência e fomos conduzidos em viaturas à unidade militar a que pertencia o pelotão que nos deteve, num concelho dos arredores de Lisboa. [Read more…]