Design Social

A maravilha do Design de sistemas sociais é a sua subtileza. Vivemos hoje socialmente atolados nas “questões de género”, em nome das quais subvertemos os ritos, destruímos instituições, arrasamos as colunas que sustentam o chão e tecto da nossa casa comum, da ordem que nos permite a convivência e a própria viabilidade biológica que nos foi outorgada in illo tempore.
Não nos apercebemos, daí a subtileza, que o que está em curso é uma desqualificação ontológica e simbólica do matriarcado e a sua transformação em simples força de trabalho.