Europeu de sub 21 começa hoje em Lousada

europeu1

Começa hoje em Lousada a caminhada da selecção nacional de hóquei em campo – sub 21 – no Challenge II do Europeu.

Mário Almeida, o seleccionador nacional, em declarações recentes anteviu a prestação nacional como uma incógnita, uma vez que é muito difícil aferir as potencialidades das equipas presentes, dado que, sobretudo nos escalões de formação, as gerações se transformam ano a ano: podemos ter uma gesta de ouro ou, episodicamente, uma sub-equipa. Um pouco ao contrário dos seniores, muito menos voláteis.

Por isso o responsável nacional define como objectivo primordial o crescimento competitivo dos jovens que vão entrar em campo, sem fasquias de resultados, mas sempre atentos ao que o jogo proporcionar, daí colhendo os benefícios que o trabalho feito pode trazer. E esta equipa trabalhou bem.

Mas, ter no seu grupo a Irlanda, a Rússia e a Ucrânia, é desde já referencial de alta competição, o que desafia a equipa nacional a testar as suas capacidades até ao limite, jogo a jogo, como se tornou hábito afirmar publicamente, mas tendo consciência de que uma divisão B europeia é um teatro bastante caro e com uma conservação muito exigente. O discurso terá sempre de ser: os outros não importam, nós é que temos que estar bem, prepararmo-nos, e assim podermos crescer, independentemente se ganhamos hoje, amanhã, ou daqui a 20 anos. Se nos prepararamos bem, se crescermos, no futuro teremos mais hipóteses de vencer.

Este campeonato pode ser ainda a mostra de que vários jogadores precisam para alimentarem o sonho de à imagem de Ivo Moreira e David Franco poderem ambicionar jogar no estrangeiro, o que, desde logo, traria dividendos em termos de crescimento, podendo vir a ajudar Portugal com selecções de mais alto rendimento.

Hoje, pelas 17 horas, dá-se então início à prova, e Portugal estreia-se , pelas 19 horas, contra a Ucrânia.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.