Por Terras de Cervaria (I)

Comments

  1. maria celeste ramos says:

    Rio Minho vai cheio e o barco parado tenho o meu amor lá do outro lado
    Lá do outro lado e —— já não recordo este poeminha gentil à portuguesa

Deixar uma resposta