Censura Atira Semanário Angolense para a Fogueira

Por Maka Angola

A Media Investe retirou da gráfica, na manhã de hoje, a edição de 27 de Outubro do Semanário Angolense, por incluir, uma versão quase integral do discurso do presidente da UNITA, Isaías Samakuva, sobre o estado da Nação.

Segundo apurou o Maka Angola junto da redação, a empresa proprietária, controlada por altas figuras dos Serviços de Segurança e Informação do Estado (SINSE), retirou os exemplares impressos do jornal para serem queimados. Maka Angola obteve uma cópia digital do jornal censurado, cujas páginas 8, 9 e 10 reproduzem, com tratamento gráfico, o discurso de Samakuva, de 23 de Outubro.

O discurso do líder do maior partido da oposição Samakuva foi uma réplica à recusa do Presidente José Eduardo dos Santos em proferir o discurso sobre o Estado da Nação, na abertura da terceira legislatura, conforme exigência constitucional.

José Eduardo dos Santos mandou distribuir aos deputados, como alternativa, cópias do seu discurso de tomada de posse, feito a 26 de Setembro passado. A oposição criticou o acto como inconstitucional, enquanto vários sectores da sociedade interpretaram o gesto do Presidente como uma atitude de arrogância e um acto de desrespeito ao próprio cargo que ocupa, aos deputados e à Nação.

Para melhor informação dos leitores, Maka Angola dissemina a edição censurada do Semanário Angolense e o discurso integral de Isaías Samakuva.

Publicação original.

Comments

  1. Xarope d'Alho says:

    É esta malta que vai comprar a Controlinveste?


  2. E que tem uma filha dona de uma parte do dinheiro dos portugueses que trabalham

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.