Natureza dupla em Tavira

ceu_guarda_expo_natureza_dupla_casa_das_artes_tavira_julho2014

Um é sempre mais
A organização da natureza é política. Resulta de um gesto político ou da sua ausência. (…) “Natureza Dupla” reúne um conjunto de imagens a que dá segunda vida no diálogo que lhes atribui no espaço da exposição.(…) Os retratos estão todos presos a histórias rarefeitas, parecidas com as fitas desarticuladas que os rios inscrevem na paisagem e que os mapas reproduzem com inadequado rigor. A segunda organização política da natureza vem do olhar que a viu assim.
Cristina Peres
Julho 2014

Comments


  1. A foto está fantástica! Seja lá qual for o tema, a mensagem mais premente que passa para o lado de cá e que causa arrepio, é o olhar melancólico da jovem…uma tristeza agonizante, quiçá por algo que diz respeito à criança que a acompanha, que de todo, não parece ter um aspecto muito saudável…e, também ela elucidando um (meio) fácies sugestivo de tristeza e sofrimento.

    Se o tema fosse: ” O meu tão amado filho tem uma doença oncológica sem cura possível!”, a foto assentava na perfeição!

    É impossível ficar-se indiferente a tão intensas expressões não verbais…e daí a beleza da foto.

  2. j. manuel cordeiro says:

    É uma imagem muito forte. Fantástica, sem dúvida.

  3. Manuel de Montanelas says:

    Doença hereditária? Ambos os olhos têm um “distingué” que os aproxima. Não sei, talvez sim, talvez não, talvez assim assim, talvez…

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.