Rita Hayworth em Moçambique em 1950 (ou o nascimento de um fotógrafo)

Rita_Hayworth_1950_Lumbo_Mozambique_copyright_Jean_Charles_Pinheira_no_commercial_use_allowed
© Jean-Charles Pinheira

Em 1950, quando Jean-Charles Pinheira (n. 1932) trabalhava na alfândega do Lumbo, em Nampula, o príncipe Aly Khan visitou a região na companhia da sua mulher, Rita Hayworth, tendo o casal ficado hospedado no Grande Hotel do Lumbo. Foi nesse momento que Jean-Charles Pinheira meteu na cabeça que haveria de fotografar Rita Hayworth sem os óculos com que habitualmente se escudava. Pediu emprestada uma Kodak 6X9, e sentou-se numa cadeira junto à suite de Rita Hayworth à espera da hora H.

Esta imagem seria a primeira de muitos milhares que o mais tarde tornado fotógrafo profissional produziria, sobretudo em Angola, para onde foi em 1970. O seu primeiro livro de memórias mistura imagens da vida privada com outras, muitas mais, de evidente valor documental, e que mereceriam o olhar interessado dos poderes públicos cuja função é preservar as memórias materiais da presença dos portugueses em Angola, e em sentido mais largo dos últimos anos do colonialismo, resgatando-as ao esquecimento. O fotógrafo prepara agora um segundo volume de memórias fotográficas.

Comments


  1. Onde está o trabalho deste fotógrafo?

  2. Sarah Adamopoulos says:

    ver o resto do texto pfavor, há lá um link para o trabalho dele que está online

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.