O insustentável

Vila Nova de Gaia, Ponte do Infante. 28 de Agosto de 2018. Clique para ampliar.

Parece que Vila Nova de Gaia vai proximamente organizar (mais) um ”fórum internacional” sobre “desenvolvimento inteligente e sustentável”, chamado “Gaia, todo um mundo”. A imagem acima, a qual retrata uma das principais vias de acesso à cidade, a Ponte do Infante, tal como se encontrava a 28 de Agosto de 2018, representa tudo menos desenvolvimento, inteligência ou sustentabilidade. É, precisamente, o contrário disso tudo e o contrário do mundo em que, certamente, queremos viver. É desejável que o município tenha tempo para limpar a zona, antes de receber os seus ilustres convidados.

A reprodução social promovida por instituições públicas

Durante os anos de 2014 e 2015, o Município de Vila Nova de Gaia levou a cabo, por minha iniciativa, um esforço considerável de aproximação institucional à República Popular da China, no sentido do estabelecimento e fortalecimento de relações de benefício e respeito mútuos. 

No momento em que os frutos desse esforço começaram a ser evidentes, com a organização conjunta de diversas iniciativas, através de contactos estabelecidos ao mais alto nível, tudo implodiu. Os diversos projectos de colaboração que estavam a ser preparados no âmbito do Serviço Público, e que cobriam áreas como a Cultura (Ciclos de Cinema, Concertos, Exposições), a Educação (Ensino gratuito do Mandarim nas Escolas Públicas), a Economia (Protocolos de Amizade) e a Saúde (Projectos-Piloto de Medicina Tradicional Chinesa em escolas públicas e lares de Terceira Idade), abortaram repentina e inexplicavelmente.

[Read more…]

%d bloggers like this: