Sócrates, hipócrita até ao fim

Este homem que tem medo da populaça, rodeado de seguranças como nenhum candidato antes dele, ainda não entendeu que hoje só pode estender a mão para o levantarem do chão.

É, agora, apenas um vencido em fase de negação. Vai passar ainda muito tempo até que, finalmente, perceba que não o querem e que o detestam.

Apesar disso, os netos vão ter que o aturar aos domingos à tarde contando pela milionésima vez aquela velha história sabida de memória: Pois é, queridos netinhos, ainda está para nascer um primeiro-ministro melhor do que eu…

Pobres crianças. Tal como o avô, a viverem num mundo de faz de conta…