Quantos presos políticos há na América de Trump?

E quantos há em Espanha?

Próxima revolução no SNS: a auto-cirurgia

O Serviço Nacional de Saúde não tem capacidade para estancar as mortes por infecção contraída no Hospital. São milhares por ano. É, de facto, mais avisado, deixá-los em casa. Improvisa-se um bloco operatório na cozinha e uma unidade de cuidados intensivos numa janela do oitavo andar. O resto fica para as funerárias americanas. Afinal, trata-se de carne para canhão. Viva a república.

 

Visão

A República mete nojo

São todos falsos. Todos verdadeiros. Todos rigorosamente respeitáveis.

Viva a república

Câmara Clara

Não seria de espantar se um dia chegássemos à conclusão evidente de que a grande maioria das pessoas que temos ouvido opinar sobre a “questão Mapplethorpe” ouviu pela primeira vez falar do artista há quinze dias.

[Read more…]

A náusea

Antes que do cadáver social em que se transformou Portugal se volte a fazer qualquer coisa parecida com um país, muitos anos e até gerações hão-de passar. Embora seja sem surpresa – para alguns – que se alcançou este estado, a visão da decrepitude cívica, social e política, o aroma do medo, da ignorância que cresce como uma conspiração, e do desprezo pelos mais básicos valores de uma civilização digna desse nome, não deixa de comover quem um dia tenha ganho consciência de que um país não pode ser uma latrina, uma sociedade um saco de bufos, ou uma República um covil de ladrões. Ladrões que o que mais roubam nem é o metal que compra o luxo ou o privilégio injusto, mas a singela esperança de um dia podermos vir a ser, enquanto comunidade, algo mais que uma espelunca moral.

Afinal, quem mentiu sobre Marco António Costa?

Eduardo Vítor Rodrigues, Presidente da Câmara de Gaia. Imagem: internet

Em Outubro de 2016, o presidente da Câmara de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, escreveu uma carta ao Secretário de Estado das Autarquias Locais, Dr. Carlos Miguel, chamando-me mentiroso, por ter aqui escrito que ele tinha medalhado o Dr. Marco António Costa. Além disso, intentou um processo-crime por difamação.

O Ministério Público acaba de emitir despacho de Arquivamento desse processo, confirmando a veracidade do que aqui foi escrito. Que a entrega da Medalha de Mérito Municipal de Vila Nova de Gaia a Marco António Costa foi uma decisão de Eduardo Vítor Rodrigues.

Segue a documentação:

Excerto do despacho do Ministério Público e carta de Vítor Rodrigues ao Secretário de Estado das Autarquias Locais

Rosie

Rosie é o nome da criança de 3 anos que o “artista” Robert Mapplethorp fotografou de modo criminoso, abjecto e revoltante. Não será aqui reproduzido esse opróbio.
A questão não está em saber o motivo pelo qual o director do Museu de Serralves se demitiu. A questão está em saber por que foi admitido.

Os métodos do PS Porto e a memória da PIDE IV

“Ter sempre na memória o mártir Jacques de Molay, Grão-Mestre dos Templários, e combater, sempre e em toda a parte, os seus três assassinos – a Ignorância, o Fanatismo e a Tirania.”

Lisboa, 30 de Março de 1935
Fernando Pessoa

Fui membro, como já aqui escrevi, do Grande Oriente Lusitano, Maçonaria Portuguesa, desde o ano de 2003 até ao ano de 2012. Saí, como talvez se possa verificar através da leitura do texto que se segue, visivelmente desapontado, não propriamente com a natureza da Ordem (A Maçonaria), mas com o comportamento e as verdadeiras intenções da maior parte dos seus membros.
Ao contrário do que afirmam repetidamente os seus dirigentes, a Maçonaria, tal como está hoje representada no Grande Oriente Lusitano, não busca o aperfeiçoamento do Homem, nem pertence à chamada Tradição Iniciática. É, pelo contrário, um grupo essencialmente político que envergonha e compromete essa Tradição.
[Read more…]

A polémica em Serralves

Deveríamos poder conhecer as fotografias alegadamente censuradas.

O truque

 

Imagem daqui: http://vagueando.forumeiros.com

 

O ethos que caracteriza o nosso actual universo cultural, social e político é o resultado das profundas transformações operadas nesses três níveis da ordem colectiva, determinadas pela imposição, à escala global, de um modelo de civilização que desvalorizou radicalmente o ser vivo e o conceito ecológico e homeostático de sociedade.

[Read more…]

Os métodos do PS Porto e a memória da PIDE III

Diz assim o jornal Público de hoje:

“Eduardo Vitor está a ser julgado pelo crime de difamação agravada,na sequência de um texto que publicou no Facebook em 2016, com insultos que, para Bruno Santos e o Ministério Público, visaram o ex-adjunto. A queixa é contra o cidadão Eduardo Vitor Rodrigues, e não contra o autarca. A Sociedade de Advogados Gil Moreira dos Santos, Caldeira, Cernadas & Associados é quem o está a defender. Desde que Eduardo Vitor Rodrigues tomou posse, o município celebrou vários contratos de serviços de consultadoria e assessoria jurídica com aquela sociedade de advogados no valor de cerca de meio milhão de euros.

Leia aqui a notícia completa.

Os métodos do PS Porto e a memória da PIDE II

Declaração de voto de Cláudia Soutinho, membro da Comissão Federativa de Jurisdição do PS Porto

“Não me revendo na argumentação, na conclusão e na proposta de decisão relativa ao processo disciplinar instaurado contra o militante Bruno Santos na sequência de queixa apresentada pelo camarada Eduardo Vítor Rodrigues, voto contra a proposta de expulsão. 

Na verdade, entendo que os factos relatados consubstanciam um delito de opinião e não uma violação dos deveres de militância em sentido estrito plasmados, quer nos Estatutos, quer no Regulamento Processual e Disciplinar do Partido Socialista. Ainda que algumas declarações do Arguido possam ser passíveis de procedimento criminal pela forma como foram proferidas, julgo que é nessa sede que devem ser avaliadas e não em sede disciplinar de militância. O Arguido emitiu opiniões sobre decisões do camarada Eduardo Vítor Rodrigues enquanto Presidente da Câmara o que não é inédito dentro de um partido plural e democrático como o PS. Por outro lado, as testemunhas relatam como sendo factos ocorrências que carecem de prova e que não são, por nenhum outro meio de prova que não a testemunhal, confirmadas ao longo de todo o processo.

[Read more…]

Os métodos do PS Porto e a memória da PIDE

Fui membro do Grande Oriente Lusitano – Maçonaria Portuguesa, entre os anos de 2003 e 2012, altura em que, por minha iniciativa e por motivos que oportunamente explicarei, abandonei a organização. Recentemente fui abordado num local público por um membro do GOL, que me insultou e me dirigiu ameaças. O episódio não teve testemunhas, para além de mim próprio e desse membro do Grande Oriente Lusitano, pertencente a uma Loja do Porto. Não foi a primeira vez que fui “avisado”. Já anteriormente, na altura em que tornei pública a queixa-crime contra Eduardo Vítor Rodrigues, recebi alguns recados de um conhecido Professor Catedrático maçom, que através de mensagens subtis – que estão registadas – me procurou alertar para os perigos da minha iniciativa. Eu sei que tem perigos.

O Partido Socialista do Porto é dirigido por três maçons, dois dos quais pertencem à mesma Loja: Manuel Pizarro (Presidente do PS Porto, Loja Estrela do Norte), Eduardo Vítor Rodrigues (Vice-Presidente do PS Porto, Loja Estrela do Norte) e Luciano Vilhena (Presidente da Comissão Federativa de Jurisdição, Loja Vitória, Ex-Grão Mestre Adjunto do Grande Oriente Lusitano).

[Read more…]

Gaia, o roubo do Património

Fábrica de Cerâmica das Devesas:

Vila Nova de Gaia. Painel de Azulejos da Fábrica de Cerâmica das Devesas. 2013-2018.

A Hora Legal, o Tempo Abstracto e o segredo do PCP

É Domingo, não é dia de nos zangarmos. Ainda assim, nada se perde com lembrá-lo. O PCP é uma peça fundamental da máquina capitalista. Se assim não fosse, não pediria mais dinheiro pelo Tempo, mas mais Tempo pelo dinheiro. É tão elementar que dói.

Um abraço, amigo Jerónimo.

Ainda a questão da Hora Legal

A questão da mudança da hora, recentemente suscitada pela Comissão Europeia, passou por aqui sem grande discussão ou esclarecimento público, pelo menos sem a discussão e o esclarecimento que eventualmente mereceria, para além do referendo digital que, alegadamente, veio estabelecer uma opinião maioritária dos “europeus” sobre o tema. E, ao contrário do que possa parecer, o tema é muito importante: o Tempo abstracto. Pois foi a criação do Tempo abstracto que, ainda antes da invenção do relógio mecânico, fundou as bases do capitalismo e, em grande medida, a subjugação do Homem ao poder de outros homens.

[Read more…]

O “Robles” da descentralização

Debate na Antena 1. Imagem. Clique para aumentar.

 

Há algumas semanas, o presidente “socialista” da Câmara de Gaia e do Conselho Metropolitano do Porto – Victor Rodrigues de sua graça – fez um grande alarido a propósito do acordo de descentralização firmado entre a Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) e o Governo do PS. Além de atacar o governo do seu próprio partido com acusações várias, o autarca de Gaia atacou também, do modo agressivo e insensato que o caracteriza, os seus camaradas socialistas e restantes autarcas que dirigem a ANMP, fazendo-lhes as mais variadas imputações, entre as quais a de que este acordo só descentralizava o “pessoal da limpeza”, era um “presente envenenado” e fazia dos autarcas como ele meros “tarefeiros”.

[Read more…]

O insustentável

Vila Nova de Gaia, Ponte do Infante. 28 de Agosto de 2018. Clique para ampliar.

Parece que Vila Nova de Gaia vai proximamente organizar (mais) um ”fórum internacional” sobre “desenvolvimento inteligente e sustentável”, chamado “Gaia, todo um mundo”. A imagem acima, a qual retrata uma das principais vias de acesso à cidade, a Ponte do Infante, tal como se encontrava a 28 de Agosto de 2018, representa tudo menos desenvolvimento, inteligência ou sustentabilidade. É, precisamente, o contrário disso tudo e o contrário do mundo em que, certamente, queremos viver. É desejável que o município tenha tempo para limpar a zona, antes de receber os seus ilustres convidados.

O Jogo

O Futebol, tal como é entendido e se pratica nas principais competições nacionais e internacionais, não é um desporto. É um jogo. O plano operativo desse jogo é uma ciência e uma arte. O plano simbólico é ainda mais profundo do que aquele onde operam as religiões. É muito mais fácil ao Adepto, como se sabe, mudar de crença, do que mudar de clube. A mudança de clube (do coração) equivale a uma transfiguração apenas viável sobre os escombros da estrutura afectiva e da própria personalidade, o que coloca o exercício para lá dos limites homeostáticos – pelo menos, para o comum dos mortais. O Futebol pertence, no que concerne a sua essência psico-social, ao corpo caloso da magia e, por essa via, encontra-se no imperscrutável plano do Inconsciente Colectivo, no nível, ou no mundo, como se diz também, dos Arquétipos.

Houve, talvez desde sempre, um esforço no sentido de não apenas racionalizar as incidências operativas do jogo – a técnica, a táctica e a estratégia em campo (de batalha) -, mas de também compreender e racionalizar a sua dimensão simbólica, o seu capital afectivo, tudo aquilo que, afinal, acontece fora do campo, quase sempre ligado por fios de prata ao coração do Adepto, e  que pode ser transformado em dinheiro, ou seja, em Poder. No fundo, trata-se de trans-substanciar, por meio de processos tributários da magia – mais propriamente da Alquimia – a energia psíquica emergente do Inconsciente Colectivo, numa outra matéria da força, racionalizada e materializada ao limite, expurgada da irracionalidade mítica e transformada em dinheiro. Ou seja, em Poder. O lado oculto do mito. Não sei se me faço entender.

Não há Bispos de duas igrejas. Se houver, mentem. Não apenas mentem, como são mentirosos.

Um mentiroso não pode pertencer ao Corpo do Estado.

A reprodução social promovida por instituições públicas

Durante os anos de 2014 e 2015, o Município de Vila Nova de Gaia levou a cabo, por minha iniciativa, um esforço considerável de aproximação institucional à República Popular da China, no sentido do estabelecimento e fortalecimento de relações de benefício e respeito mútuos. 

No momento em que os frutos desse esforço começaram a ser evidentes, com a organização conjunta de diversas iniciativas, através de contactos estabelecidos ao mais alto nível, tudo implodiu. Os diversos projectos de colaboração que estavam a ser preparados no âmbito do Serviço Público, e que cobriam áreas como a Cultura (Ciclos de Cinema, Concertos, Exposições), a Educação (Ensino gratuito do Mandarim nas Escolas Públicas), a Economia (Protocolos de Amizade) e a Saúde (Projectos-Piloto de Medicina Tradicional Chinesa em escolas públicas e lares de Terceira Idade), abortaram repentina e inexplicavelmente.

[Read more…]

Acaba o voo entre Lisboa e Pequim

Uma notícia do passado dia 22 de Agosto, que passou relativamente despercebida, deu conta da suspensão do voo directo entre a capital de Portugal e a capital da República Popular da China, voo esse inaugurado a 11 de Julho de 2017 (há cerca de um ano atrás), em cerimónia presidida pelo Primeiro-Ministro de Portugal, António Costa, e pelo Presidente do Parlamento da República Popular da China, Zhang Dejiang.

[Read more…]

Anselmo Vintém

Ao contrário do que afirma (quase) toda a historiografia positiva, Anselmo Vintém nunca existiu. Diz-se que Eusébio pronunciou o seu nome antes do Adeus dúctil que lhe ofereceu Constantino, mas nada disso foi documentado. E mesmo que tivesse sido, já tinha ardido tudo.

O Hospital de Gaia

O caos e a degradação dos serviços de saúde em Vila Nova de Gaia não se limitam, infelizmente, ao Centro Hospitalar Gaia/Espinho, onde se demitiram ontem 52 directores e chefes de serviço, em protesto contra o que classificaram como condições degradantes e indignas daquele equipamento hospitalar. Num comum centro de saúde da cidade de Gaia, uma consulta com o médico de família – para quem o tem – está a demorar mais de dois meses e meio. É uma situação totalmente deplorável, que a alguns fará lembrar, eventualmente, certos discursos comoventes proferidos nas exéquias fúnebres de António Arnaut.

A pulseira “tudo incluído” de Rio

O que Rui Rio disse, no Algarve, é que a Geringonça vive à custa de Trump. Tem alguma razão.

A mudança da hora

Como toda a gente sabe, as maiores especialistas do mundo na complexa problemática da mudança da hora, são as galinhas. Esse é um assunto sobre o qual o senhor Juncker não deveria opinar.

Bannon vs. Davis

Lanny Davis e Steve Bannon em Praga, no passado mês de Maio. Pouco mais de uma hora e meia de política. A ver com atenção.

50% Off

Todo o cais é uma saudade de pedra

Ide.

Julian Assange

 

Julian Assange

 

%d bloggers like this: