Querido Mário Centeno,

Dada a nossa intimidade decorrente da extensa partilha dos meus rendimentos com o Ministério que chefias, certamente que não acharás desadequado o tom informal desta carta.

Como sabes, culminou na passada consoada mais uma troca de geringonças, que isto de brinquedos e meias é coisa de antigamente. Foi um momento bonito de se ver, com embrulhos trazidos pelo Pai Natal para miúdos e graúdos.

É sobre ele, o Pai Natal, que te escrevo.

[Read more…]