Em Alfena, realizaram-se Conselhos de Turma sem todos os professores presentes?

Pelos vistos, o Governo e os seus Directores de Agrupamento estão dispostos a fazer tudo para que os resultados das avaliações sejam publicados, mesmo com greve dos professores.
Na Escola E B 2 3 de Alfena, os alunos já começaram a receber, com uma celeridade impressionante e invulgar, as notas relativas ao 3.º Período. Num acto de ilegalidade, as notas das turmas foram publicadas com um espaço em branco na disciplina de Inglês. Ou seja, o professor da disciplina terá feito greve mas as restantes notas foram dadas. E o Conselho de Turma realizou-se na mesma.
A verdade é que, se o professor faltou por estar em greve, tudo isto é absolutamente ilegal por uma razão simples – a reunião não existiu porque faltava uma pessoa, logo, tudo o que de lá resultou foi ilegal, ou antes, nem sequer tem existência formal.
Se foi isto que aconteceu, repito, tem de ser levado até às últimas consequências.

Adenda: Na caixa de comentários deste post, a directora do Agrupamento de Escolas de Alfena, Felisbina Neves, garante que os Conselhos de Turma não se realizaram por motivo de greve. Uma docente do mesmo Agrupamento garante o mesmo. E se garantem só posso acreditar que realmente esses Conselhos de Turma não se realizaram e pedir desculpa por ter partido de um princípio errado.
Mas a verdade é que, desde pelo menos hoje à tarde, os alunos do Agrupamento têm acesso às suas notas do 3.º Período, como o comprova o print que fiz (e que omito para não revelar o aluno em causa) e que conservo na minha posse. Não é meu costume inventar notícias e mentiras – aliás, no próprio post tive o cuidado de escrever «se foi isto que aconteceu».
Ora, se não foi isto que aconteceu – realizar-se um Conselho de Turma sem o professor de Inglês presente – o que é que aconteceu? Por que é que os alunos estão a receber as suas notas do 3.º Período? Quem deu aquelas notas? Aquelas notas correspondem às notas que vão ser dadas? Quem se responsabiliza por dar aos alunos informações erradas? Quem responde perante os alunos se as notas afinal forem inferiores?