Os reformados franceses

Uma realidade de que não se fala, enquanto os portugueses se vão embora, ganhar a vida de que aqui não se vêem capazes: a da venda do País a retalho e ao preço da chuva aos estrangeiros com poupanças e com massa para comprar, livres de impostos (!). Se já tinha ouvido falar dos novos proprietários de grandes parcelas do Alentejo, agora descobri os reformados franceses (mas não só, pois também os mais novos investem em imóveis em Portugal para a reforma que ainda vem longe) que se estão a mudar para o nosso País. Vêm atrás do bom tempo e da doçura do povo. A alguns indigna a tristeza e a falta de pachorra para os aturar que actualmente observam nos portugueses. Mas vêm à mesma, compram as casas que entregámos ainda ontem aos bancos, querem acabar os seus dias em Portugal. Uma reportagem da TF1 conta uma parte da História (capítulo 9)