Peyroteo, o stradivarius dos cinco violinos (Memória descritiva)

Já aqui homenageei outras figuras do futebol nacional – Eusébio, Pinga e Pepe. Esta galeria não ficaria completa sem Fernando Peyroteo, um jogador excepcional. Como os anteriores, não se pode dizer que seja uma figura que pertença exclusivamente ao Sporting Clube de Portugal – eu diria que Peyroteo pertence ao seu clube, mas também a todos os portugueses.

Nascido em Humpata, Angola, em 1918, chegou a Lisboa em 1937, com 19 anos. Dera a sua palavra ao Sporting, mas não assinara qualquer contrato. Outros clubes (pensa-se que o Benfica e o Porto) assediaram-no, oferecendo-lhe melhores condições. Peyroteo não aceitou – estava comprometido com o Sporting. Outros tempos. [Read more…]