Trânsito e economia

Toda a gente ri (amargamente) das declarações de Pires de Lima, segundo as quais Portugal estaria “à frente de grandes economias mundiais”. Ora, de uma certa perspectiva – em linguagem da prevenção rodoviária, por exemplo – o ministro pode ter alguma razão. Ainda há pouco dei comigo à frente de carros que circulavam na minha rua a imprudente velocidade.e, apesar de estar sobre a passadeira de peões, vi jeitos de a coisa acabar mal.

“Estamos à frente de grandes economias mundiais”? Caramba! O melhor é fugir rapidamente, não vá dar-se o fatal atropelamento.