CGD, um dos locais dos crimes do Governo

João Coutinho recebeu de 500 a 800 mil euros para sair da CGD em 2004. Alega não se lembrar exactamente do valor. Agora,  Passos Coelho, sem vergonha, convida-o a regressar à administração do banco público. Brasil? Convém também olhar e agir em Portugal.