Os enfermeiros, os pilotos da TAP, os salários e a minha estupidez

Só posso ser estúpido. A sério. Só uma clara e inevitável estupidez me impede de perceber onde estão os argumentos sensatos dos sindicatos dos enfermeiros e dos pilotos da TAP.

Vejamos os primeiros. O Ministério da Saúde propôs pagar aos enfermeiros em início de carreira – reforço: em início de carreira – 1201,48 euros (aumento de 17,7%), isto é, mais 180 euros do que é pago actualmente. O sindicato da classe não gostou e quer um salário-base de 1510 euros. Vai daí, marcam-se quatro dias de greve, de 29 de Março a 1 de Abril.

A chefe do sindicato alega que o Governo “ainda não conseguiu explicar por que razão os enfermeiros não podem receber salários iguais aos de outras carreiras da função pública, como a dos professores”. Eu, trabalhador por conta de outrem, também não consigo perceber porque é que há outros trabalhadores por conta de outrem que ganham mais. Devem ser mais bonitos.

[Read more…]