Eleitoralismo com o dinheiro dos outros…

Lisboa foi durante anos uma cidade degradada que afugentou os habitantes para as periferias e limitou o turismo a alguns monumentos. Tudo graças ao congelamento das rendas, decidido ainda no Estado Novo. Basicamente um proprietário não tinha qualquer interesse em investir na manutenção do prédio, sendo preferível a progressiva saída de todos os inquilinos, eventualmente quando restava um ou dois se possível negociava-se a rescisão, porque era rentável a reabilitação do prédio. O mesmo acontecia no Porto e claro, um pouco por todo o país nos centros históricos das principais cidades. [Read more…]