Eleitoralismo com o dinheiro dos outros…


Lisboa foi durante anos uma cidade degradada que afugentou os habitantes para as periferias e limitou o turismo a alguns monumentos. Tudo graças ao congelamento das rendas, decidido ainda no Estado Novo. Basicamente um proprietário não tinha qualquer interesse em investir na manutenção do prédio, sendo preferível a progressiva saída de todos os inquilinos, eventualmente quando restava um ou dois se possível negociava-se a rescisão, porque era rentável a reabilitação do prédio. O mesmo acontecia no Porto e claro, um pouco por todo o país nos centros históricos das principais cidades.

O prof. Oliveira Salazar optou pelo congelamento, porque tinha horror à inflação, no presente caso, PCP e BE não respeitam a propriedade privada, até aqui nada de novo, mas o PS refém dos parceiros na geringonça presta-se agora ao ridículo, de considerar rendimentos brutos anuais até 37.100 euros, como passíveis de receberem novo prazo de adiamento até 8 anos, para actualização das rendas anteriores a 1990. Isto já nem é justiça social ou protecção à 3ª idade, porque a medida será aplicada independentemente da idade do arrendatário, mas sim uma enorme falta de vergonha, utilizando os direitos patrimoniais de terceiros para fins eleitoralistas e sobrevivência política.

Comments

  1. anónimo says:

    Por outra via o congelamento das rendas pós 25 de abril serviu aos insuspeitos “respeitadores do património” que moram no Largo do Caldas e na São Caetano, porque aniquilou totalmente o mercado de arrendamento obrigando as familias a comprar casa se quisessem ter onde morar com dignidade e alimentando o negócio da banca privada com a concessão de créditos bancários em emprestimos à habitação que até chegaram a ser bonificados. Num país onde como banco de investimento não havia banqueiro que se safasse, assim se criou um negácio de milhões à força e à custa dos proprietários dos imóveis e da própria salubridade urbana. Neste caso se não fosse a imposição da troika e a necessidade de cobrar mais impostos (agora sobre as rendas pagas pelos inquilinos atualizados e sobre um mercado de arrendamento que começa a emergir dos escombros) nada teria mudado. Mas não se perca a esperança ainda se pode voltar atrás… se houver perspectiva de negócio… qualquer que ele seja.

  2. deixa cá ver, hoje é terça-feira, é dia de o PS ser prisioneiro do BE e PCP. portanto, amanhã será dia de o BE e PCP serem prisioneiros do PS.

    é que uma pessoa perde a noção de qual é a cassete que está em vigor para cada dia.

  3. JgMenos says:

    Novidade nenhuma,
    8 anos é um prazo confortável para a geringonça e sua sequela.
    Abrilesco é isso mesmo; quem mamou, mamou, quem vier atrás que feche a porta.

  4. Fernando says:

    Para o António DE Almeida os direitos patrimoniais são sagrados, já o direito a uma vida digna sem ser debaixo da ponte é, como diria o seu correligionário, um pentelho.

    • Se falhar o sistema de transportes na minha cidade, estou obrigado a colocar o meu carro ao serviço da comunidade? E mais, sem que me paguem para tal? Porque diabo estarão os senhorios obrigados a usar o seu património como almofada social? Ao que parece vendem-nos a necessidade de pagarmos impostos para o Estado redistribuir, o que até discordo mas isso nem vem ao caso. Os senhorios pagam IMI, estão obrigados a uma série de regras de contabilidade mas depois o seu património está parcialmente nacionalizado. É uma imoralidade, um roubo. Que se lixe o socialismo, que se lixe o Estado…

      • Nascimento says:

        Já começaram a ocupação das casas?Ui o António tem casas pra rendar aos kamones😝! As rendas de casa sempre foram de uma barateza qe só visto.Em 76 pagava por uma merda de apartamento de t1 metade do ordenado:2700 escudos😅.Ninguém se queixou! Os donos eram de S.Joao da Madeira e milhares de pessoas pagavam as rendas no Banco F.e B….taditos.Depois começou a pressão para compramos aquela merda ou ia-mos para a rua…percebes Antóninho?Não chores que no fim quem se lixa nnca são os Senhores Proprietários 😁

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s