No Centenário da Invasão Francesa


À semelhança de outras grandes cidades europeias, Lisboa vai adquirindo hábitos e características próprias das sociedades desenvolvidas, mau grado o nacional pessimismo que corrói tradicional e horizontalmente a nossa gente. De facto, todos os dias podemos encontrar uma pequena feira do livro numa estação do metropolitano da capital, embora os preços não correspondam exactamente ao que se possa considerar como uma pechincha. Servem antes do mais, para as editoras escoarem produtos armazenados e nem sempre de garantida qualidade.

Comprei há uns dias um livro da autoria de um certo Antoine Béthouart, homónimo (ou o próprio?) do conhecido militar francês que se destacou na fase final da II Guerra Mundial e na zona de ocupação gaulesa na Áustria. A obra “Metternich e a Europa” (Lello & Irmão, colecção Figuras do passado), é ligeira e passível de uma breve leitura de duas noites em fim de semana.

[Read more…]