A pegada ecológica do Presidente da República

Montagem a partir de fotografia de António Pedro santos/LUSA e imagem recolhida da internet.

 

A “Greve do Clima” foi gira. Temos que fazer mais.

Olha a pegada

Circula pelos telejornais a notícia de que Portugal – pobre dele – é culpado de funestos prejuízos ao planeta por comer muito …peixe. Chiça, que nada nos é poupado. E nada excita tanto os noticiários e os seus aparolados jornalistas como uma qualquer agência da treta (não, não é a respeitada WWF), com um pomposo nome em inglês, proclamar qualquer suposta descoberta que, servilmente, possam transformar em verdade absoluta. Assim, piscívoros impenitentes que somos, com as nossas simples e pouco invasivas artes de pesca, promovidos ao desonroso 4º lugar entre os países europeus que maior pegada ecológica deixam sobre o nosso martirizado planeta, só nos resta, dizem eles, limitarmo-nos a “comer carapaus e cavalas”. E ceder os restantes mimos marítimos aos países ricos que, coitados, mal deixam uma pegadinha e não largam na atmosfera nem o ar rarefeito de um modesto traque.