As Quatro Estações

Quatro Estações, Vivaldi (RV 297) – Inverno – Cynthia Freivogel, Voices of Music 

Cada um dos doze andamentos de As Quatro Estações foi enquadrado por Vivaldi com um soneto, o qual ilustra o quadro musical desta obra de música descritiva. Com alguma imaginação, consegue-se ouvir o canto das aves na Primavera ou as tenebrosas tempestades de Verão. Supõem-se que estes sonetos terão sido escritos pelo próprio Vivaldi. Uma tradução pode ser encontrada em A Matéria do Tempo, da qual se deixa aqui uma parte.

A Primavera – 1º andamento: Allegro

Giunt’ è la Primavera e festosetti
La Salutan gl’ Augei con lieto canto,
E i fonti allo Spirar de’ Zeffiretti
Con dolce mormorio Scorrono intanto:

  

Chegada é a Primavera e festejando
A saúdam as aves com alegre canto,
E as fontes ao expirar do Zeferino
Correm com doce murmúrio.

Vengon’ coprendo l’ aer di nero amanto
E Lampi, e tuoni ad annuntiarla eletti
Indi tacendo questi, gl’ Augelletti;
Tornan’ di nuovo al lor canoro incanto:

Uma tempestade cobre o ar com negro manto
Relâmpagos e trovões são eleitos a anunciá-la;
Logo que ela se cala, as avezinhas
Tornam de novo ao canoro encanto.

Nota: Os quatro concertos estão disponíveis na Wikipedia para ouvir e para transferir.