Plastocídio

Estas imagens são de produtos vendidos num supermercado (Aldi, se bem que os restantes fazem o mesmo).

Exemplificam a irracionalidade do uso de plásticos na distribuição de alimentos. Neste caso, produtos que, pelas suas características, não precisam de embalagem são envoltos em plástico.

Encontram-se exemplos destes em todos os produtos da indústria alimentar, na qual o plástico é omnipresente – à semelhança das outras indústrias.

O capitalismo também é isto. Maximizar o lucro sem olhar a meios. No entanto, tudo tem um preço, apesar que nem sempre paga quem deve.

Comments


  1. Sim, até já chove plástico, literalmente, na água da chuva.

  2. Ana Moreno says:

    Ideia: levar um saco, abrir os produtos na caixa depois de contabilizados, metê-los no saco e deixar a embalagem no local. Se for feito em massa, acabarão por perceber. 🙂


    • Boa, Ana !
      cantés toda a gente fizesse assim !
      e sensibilizar as operadoras de cx e os outros clientes das razões sérias e não provocatórias, mas também, para procedermos assim !!

      ( …a gota de água no bico do passarinho ajuda a apagar o incêndio na floresta se eles forem muitos !! : ))

  3. Anonimus says:

    Não esquecer que muita desta treta das embalagens vem de regulamentos relacionados com “higiene”.

  4. Paulo Marques says:

    Também sou culpado, mas em breve haverá directivas Europeias para que deixe de ser assim. Lá vão acertando, como os relógios parados.

  5. Luís Lavoura says:

    O capitalismo também é isto. Maximizar o lucro sem olhar a meios.

    Não tem nada a ver com lucro nem com capitalismo. Tem a ver com facilitar a venda, uma vez que o produto já está pré-pesado e rotulado. Tem ademais a ver com combater a funesta tendência dos portugueses para manipularem e re-manipularem cada produto vegetal, procurando escolher aquele que melhor lhes parece, e deixando marcas das suas nojentas mãos naqueles que decidem não levar. Higiene, portanto.

    • Pimba says:

      Sim, porque eles só fazem isto em Portugal, ó V. Exa. que nem serve para besta da lavoura.
      Mas de facto, pensando bem, näo quero pegar em nada que lhe tenha passado perto. Assim sendo, talvez apoie este desperdício de plástico. Mas só nas lojas num raio de 50km onde tiver passado o Luís Lavoura!