Uma cantina social em autogestão e que funciona? Encerre-se já!

É uma história exemplar. Em Córdova, sul de Espanha, havia uma escola encerrada, o grupo escolar Rey Heredia. Encerrada quer dizer não utilizada para os fins para que foi criada, vazia, sem utilidade nenhuma, abandonada pelo governo e pela autarquia. Há coisa de um mês, um grupo de activistas decidiu ocupá-la, não para fins subversivos, conspiratórios ou etílicos, esses que tanto costumam perturbar as autoridades, mas para criar aquilo que lhes parecia fazer mais falta naquela zona: uma cantina social. É que a antiga escola Rey Heredia situa-se num bairro do Sector Sul da cidade, uma das zonas mais castigadas pela crise económica. E logo no primeiro dia de funcionamento, sentaram-se mais pessoas à mesa do que aquelas que os organizadores esperavam. [Read more…]