A Pide de Segurança Pública

Fiquei hoje a saber pelo DN que a base de dados da PSP inclui campos para registar a “origem étnica, comportamento da vida privada, fé religiosa, convicções políticas, filiações partidárias ou sindicais” de cada cidadão. A CNPD é contra, o comando da PSP não quer saber.

A existência de um campo sobre a pertença à maçonaria talvez levasse o Ministro da Administração Interna a tomar as medidas que se impõem.

Assim não sendo, resta a todos os portugueses que têm convicções políticas, filiação partidária ou sindical, ou muito simplesmente ainda distinguem democracia de ditadura, actuar em conformidade, mais que não seja através do voto.

Ou ficamos à espera que o voto desapareça dos nossos direitos?