O homem que fugia ao destino

Rodney King, o homem cujo espancamento por membros da polícia de Los Angeles indignou os EUA e o mundo, e deu origem a seis dias de motins sangrentos, em 1991, morreu hoje, aos 47 anos.

O seu corpo foi encontrado numa piscina, pela sua namorada, e as primeiras declarações da polícia afastam a hipótese de crime.

A vida de Rodney parece, agora que a vemos alinhada numa cronologia de acidentes, infortúnios e reviravoltas, uma extraordinária fábula de queda e redenção.

Quando foi detido e espancado pela polícia, Rodney já tinha cumprido pena por assalto à mão armada. Filho de um pai alcoólico e violento, começou cedo a reproduzir o mesmo padrão de comportamento. Na noite da detenção, não acatou a ordem de um polícia, provavelmente por estar a conduzir com excesso de álcool, e lançou-se numa fuga a alta velocidade. Quando foi detido, agentes da polícia atingiram-no com disparos de armas taser, pontapearam-no e bateram-lhe dezenas de vezes com cassetetes. [Read more…]