Um Padre solidário

Um Padre anglicano defende que as pessoas muito desfavorecidas devem roubar os produtos que estão nas montras das grandes superfícies.

O Padre Tim Jones de York (bonita cidade do norte de Inglaterra com um centro medieval absurdamente belo por parado no tempo) diz que é preferível roubar a quem tem muito do que andar a prostituir-se ou a usar a violência.

Uma sociedade que deixa que alguns dos seus caiam na mais funda das misérias, merece ter uns “achaques” de medo e de consciência, que o senhor Padre trocaria de bom grado por uns roubozinhos.

Ora bem, o senhor Padre está a dizer que os roubos são legítimos por matarem a fome a quem nada tem para comer, ou são próprios para que a sociedade não tenha que pagar mais caro?

Isto pode ser visto como uma caridadezinha, estilo chá dançante ? Ou é mesmo “roubem a eito até que os vossos filhos tenham o suficiente “?