Frédéric Chopin: Concerto para piano No. 1 em mi menor

Ouça-se este monumento do romantismo, soberbamente interpretado por Olga Scheps.

Comments


  1. Algures neste nosso mundo acontece o divino, o tal “intermezzo” entre nós e os deuses, o voo e o canto do pássaro majestoso que nunca ninguém viu mas existe .
    ….sobretudo a partir do minuto 22 atinge-se o sublime !

    transcrevo este comentário :

    Bravi tutti, davvero… e tu OLGA sei immensa, hai la musica nel sangue, flusso di mille silenzi che esplodono sul pentagramma!! DIVINA!!! ”

    Bem haja, j. manuel cordeiro, pela boleia até esse algures em tapete voador e por me animar no reconhecer este dedo de deus no ser humano…….apesar de tanta decepção acontecida .

  2. j. manuel cordeiro says:

    Obrigado, Isabela. A música eleva-nos. Aproveito para deixar uma peça pela cumplicidade entre os solistas, especialmente no segundo andamento.


  3. Sim, soberbo ! as pequenas orquestras, e neste “ensemble” de cordas em especial, tocam e tocam-nos mais de perto, a música fica mais pessoal e intimista e nós estamos lá.
    Que bom este pedaço de tempo pacífico e tranquilo, de novo a partilha da sua sensibilidade, obrigada..
    Aqui fica em retribuição algo especial e magnifico de comovente cumplicidade entre a kora do Senegal e a harpa do Reino Unido e os dois interpretes .

    https://www.youtube.com/watch?v=rzccJ39y7sI

    ( vale a pena os álbuns, consegui alguns)

    …num tempo tão terrível para os direitos humanos, esta fusão quase transcendente de culturas na música lembra-nos que a Europa e a África têm que caminhar juntas para um mundo melhor possível.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.