Más notícias para a Internet, novamente

Os conservadores norte-americanos têm engolido muitos sapos vindos de Trump, tal como sucedeu no caso do envolvimento deste com uma prostituta, situação que normalmente, faria disparar a hipocrisia moralista desse grupo de políticos e eleitores.

Uma possibilidade para estarem a fechar de olhos tem sido a possibilidade de Trump vir a nomear um juiz claramente conservador para o Supremo Tribunal, assim deslocando o fiel da balança para os republicanos. Até agora havia 2 juízes democratas e 3 republicanos, tendo um destes, Anthony Kennedy, algumas vezes votado com os republicanos e outras vezes com os democratas.

E essa nomeação acabou por acontecer. Com a reforma de Kennedy e com a nomeação de Brett Kavanaugh, o lado republicano passará a contar com decisões deste tribunal que lhe sejam mais favoráveis. Ter engolido sapos até à indigestão irá compensar para os conservadores.

Kavanaugh foi um dos protagonistas do impeachment a Clinton mas é pública a sua posição quanto não continuar com as investigações sobre o envolvimento de Trump com os russos porque, imagine-se lá!, ele acha que os presidentes não devem ser investigados durante o seu mandato.

Se as tretas vitorianas dos americanos são lá com eles, já o seu pensamento quanto à neutralidade da Internet acabará por nos afectar a todos neste mundo globalizado.

Para este juiz, a Internet deve-se comparar a empresas de TV por cabo e não a empresas de telecomunicações. Isto significa que deverá ser permitido aos operadores de Internet manipularem o tráfego de dados, contrariamente ao caso dos operadores de telecomunicações, aos quais está vedado mexerem nas chamadas telefónicas. É uma diferença gigantesca, permitindo que os operadores de Internet vendam pacotes de sites, semelhantes aos pacotes de canais no serviço de televisão, em vez de permitirem que os utilizadores naveguem indiscriminate em todos os sites.

Se este caminho vingar, e passos largos estão a ser dados nesse sentido, muito mudará quanto à forma como usamos a Internet. Por exemplo, gostava de ver um vídeo do Vimeo mas o seu pacote só tem YouTube? Temos pena. O acesso ao seu site de receitas é incrivelmente lento? Tenha um pouco de paciência ou então peça ao dono desse site para pagar a inclusão no pacote de sites premium.

Não são alterações inocentes. Nos EUA assistimos a uma enorme concentração de poder comercial por parte das empresas de telecomunicações. Foi o que aconteceu com a aquisição da Time Warner por parte da AT&T, num mega-negócio só possível numa sociedade dominada pelo poder económico, o qual prevalece sobre todos outros os valores da sociedade. É a regra do dinheiro a funcionar. E para o capital, uma Internet transformada num gigantesco pacote de canais tipo tv-cabo é um negócio bom de mais para não acontecer.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.